28/01/2012

Actualização tarifária

A 1 de Fevereiro o tarifário das principais operadoras de transporte sofre um aumento entre os 4 e os 5%.
Para além disso, utentes dos transportes pensionistas ou reformados que auferem um rendimento acima dos 485€ deixam de beneficiar de 50% desconto na assinatura, passando a ter uma redução de apenas 25%, medida que se extende a estudantes com a assinatura 4_18, e sub23.

Em Lisboa é lançado o «Navegante»: um título de transporte comum à Carris, Metro e CP dentro da cidade de Lisboa, e o «Navegante rede» que integra igualmente a Transtejo, a Soflusa e os Transportes Colectivos do Barreiro. O valor é respectivamente de 35€ e 40€ com um desconto de 3€ até ao final do ano.

A curto prazo mantêm-se os títulos próprios de cada operador. Na Carris o título urbano passa a custar 29€ e o título para toda a rede 35€. A tarifa de bordo fica-se em 1,75€.
O Metro de Lisboa, o título urbano passa a custar 29€ e o suburbano 35€.
O «Zapping» título ocasional para utilizar na Carris, Metro, CP, Transtejo e Soflusa passa a custar 1,15€ para uma zona e 1,25€ para duas zonas. O título diário passa para 5€.
Quanto aos títulos intermodais, o L1 passa a custar 48,40€, o L12 58,35€, e o L123 66,40€.

No Porto a STCP o passe válido para dentro da cidade (A) passa para os 29€, Periferia Norte (B) passa a custar 38,85€, passe válido só em Gaia (C) 32,75€, Porto+Gaia (AC) 38€, Rede Geral (ABC) 46,20€.
O bilhete de bordo passa a custar 1,80€.
Relativamente aos títulos ocasionais o bilhete para 3 zonas (T1) passa a custar 2,10€, para 5 zonas (T2) 2,60€, e para mais de 5 zonas (T3) custará 3,15€.

No Metro que utiliza únicamente títulos intermodais comuns à CP, STCP, Espirito Santo, Gondomarense e algumas linhas de outros operadores privados, as tarifas passam a ser a seguintes:
Nas assinaturas mensais título «Andante» Z2 - 30€; Z3 - 36€, Z4 - 47€, Z5 - 56€, Z6 - 65€, Z7 - 74€, Z8 - 83€ e Z9 - 92€.
Nos títulos ocasionais o «Andante» Z2 custará 1,15€, o Z3 - 1,45€, Z4 - 1,80€, Z5 - 2,25€, Z6 - 2,65€, Z7 - 3,05€, Z8 - 3,45€, e Z9 - 3,80.
Quanto ao título «Andante» para 24 horas, o Z2 terá um custo de 3,80€, Z3 - 5€, Z4 - 6,20€, Z5 - 7,75€, Z6 - 9,15€, Z7 - 10,50€, Z8 - 11,90€, e Z9 - 13,10€.
O «Andante Tour» para 24 horas que permite viajar em toda a rede do Metro, STCP e na CP entre Espinho, Ermesinde e Valongo mantém-se nos 7€, já o título para 72 horas mantém-se nos 15€.

21/01/2012

Carris e STCP suprimem 6 linhas

A Carris e a STCP irão suprimir 6 linhas durante o ano de 2012.

Depois de se haver especulado sobre a redução da oferta das operadoras de Lisboa e Porto, e  por várias vezes se ter adiantado que a Carris e a STCP iriam suprimir 16 linhas, sabe-se em definitivo que a redução passará pela eliminação de 6 linhas na rede de cada uma das operadoras.

Na Carris serão suprimidas as carreiras 10 – ISEL/Praça do Chile, 777 – Campo Grande Metro/Ameixoeira Metro, 790 – Gomes Freire/Príncipe Real, 797 – Sapadores/Arco Cego; e as carreiras noturnas 203 – ISEL/Boa Hora, 205 – Cais Sodré/Bairro Padre Cruz e 208 – Cais Sodré/Estação Oriente.
O eletrico 18 será encurtado até ao Largo do Calvário.
Haverá ainda uma adequação da oferta à procura nomeadamente na adaptação dos horários consoante a hora do dia, e alguns encurtamentos.

Na STCP o cenário é idêntico. As linhas a suprimir serão 505 - Hosp. S. João/Matosinhos (mercado), 507 - Cordoaria/Leça da Palmeira, 706 - Hosp. S. João/Ermesinde (estação), 707 - Hosp. S. João/Ermesinde (estação), 804 - Hosp. S. João/S. Pedro da Cova e ZF - Zona Francelos, todas de extenção suburbana. Também a maior parte das linhas da STCP subcontratadas a privados passarão para as mãos destes, nomeadamente as linhas 10 - Beloi/Ervedosa, 55 - Bolhão/Baguim, 64 - Valongo/Ribeiro, 68 - Hosp. S. João/Gondomar, 69 - Bolhão/Seixo, e 70 - Bolhão/Ermesinde. As linhas 61 -Matosinhos/Valongo, 94 - Bolhão/Valongo e ZR - Zona Rio, prevê-se que continuem a ser operadas por privados, embora ao serviço da STCP.

Lisboa com passe comum ao Metro, Carris e CP

A partir de Fevereiro Lisboa terá um novo título de transporte.

Intitulado "Navegante", o novo passe vai permitir viajar em simultâneo na Carris, no Metro e na coroa urbana da CP. Serão progressivamente eliminados os títulos próprios e combinados da Carris, Metro e CP , e vigorará apenas o título comum aos três operadores. O novo passe terá um custo mensal de trinta e cinco euros, já contando com os aumentos que se irão registar em Fevereiro.
Esta medida insere-se no Plano Estratégico dos Transportes que visa rcionalizar a oferta do transporte público, e no caso da Área Metropolitana de Lisboa, simplificar a oferta tarifária.
Será também criado um passe para a coroa suburbana que será comum não só à Carris, Metro e CP, como irá integrar a Transtejo/Soflusa e os Transportes Colectivos do Barreiro. O desafio é que os restantes operadores adiram ao novo título. Desta forma, no imediato haverá um título genérico na coroa urbana da capital, e a curto prazo um título universal a todos os operadores de transporte.

No que concerne à reestruturação dos transportes da capital sabe-se que no Metropolitano fora das horas de ponta a velocidade será diminuidada 60 para 45 km/h, e as carruagens serão encurtadas para reforçar o sentimento de segurança.
Na Transtejo mantêm-se as actuais ligações, contrariando assim as recomendações do Grupo de Trabalho para a eliminação da ligação Cais do Sodré/Trafaria, mas a oferta principalmente na horas de ponta será reduzida em todas as ligações.
Na Carris, serão eliminadas seis carreiras: 10 – ISEL – Praça do Chile; 777 – Campo Grande Metro – Ameixoeira Metro; 790 – Gomes Freire – Príncipe Real; 797 – Sapadores – Arco Cego, 203 – ISEL – Boa Hora; 205 – Cais Sodré – Bairro Padre Cruz; 208 – Cais Sodré – Estação Oriente). O eléctrico 18 mantém-se ao contrário das noticias que davam conta da supressão, embora o percurso seja reduzido ao Largo do Calvário. Todas as carreiras sofrem porém, ajustamento na oferta.
Na CP será reforçada a oferta na ligação ao Parque das Nações.

02/01/2012

Horários do Funchal devem actualizar tarifas em 15%

Os Horários do Funchal empresa de transportes madeirense sob a tutela do Governo Regional deverá actualizar em breve as tarifas em cerca de 15%.

O valor dos aumentos ainda não está totalmente definido, mas em breve as tarifas praticadas por aquela empresa deverão sofrer um aumento na ordem dos 15%, tal como aconteceu em Agosto de 2011 nos transportes de Lisboa e Porto, mas que naquela altura não afectou a empresa funchalense por se tratar de uma empresa regional, e não de uma empresa tutelada pelo Governo da República.
O aumento das tarifas insere-se no plano de assistência financeira concedido pelo Governo da República ao Governo Regional, e que levará em breve à privatização dos Horários do Funchal como já foi diversas vezes afirmado pelo governo madeirense.

STCP extingue Provedor do Cliente

A STCP extinguiu a figura do Provedor do Cliente com a entrada no novo ano.

O Provedor do Cliente era uma identidade independente criada pela Sociedade de Transportes Colectivos do Porto para atender às reclamações, sugestões e comentários dos utentes da empresa. Contudo, inserindo-se numa das medidas da empresa para a diminuição de custos, esta figura foi extinta com o inicio do ano de 2012.
Para os devidos efeitos, a empresa salvaguarda o atendimento de todas as reclamações e comentários dos seus utentes, que agora o deverão fazer nos postos de atendimento do Bom Sucesso e do Hospital de São João, ou para os telefone 808 200 166 / 22 615 81 58, ou ainda pelo email: linhaazul@stcp.pt
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search