28/07/2017

Conselho Metropolitano do Porto autoriza lançamento de concurso público para os transportes de Matosinhos

www.facebook.com/transportesonline
O Conselho Metropolitano do Porto (CmP) decidiu hoje antecipar o concurso para atribuição de licença de operador de transportes no concelho de Matosinhos.

Em causa está os diversos incidentes ocorridos com autocarros da Resende ao longo do último ano, um dos quais resultou numa vitima mortal. A Resende operava com uma licença provisória que terminava no final deste ano. Todavia, o CmP decidiu antecipar este concurso público para encontrar um novo operador, da qual a própria Resende poderá vir a concorrer, embora em condições bem especificas e que terão obrigatoriamente de ser cumpridas.
A Resende opera cerca de 60% das linhas do concelho (as restantes são operados sobretudo pela STCP), falhou o compromisso com a Câmara de renovar a frota e lançar novas linhas. O CmP também reitera que no caso de se registar novo incidente com autocarros da Resende, esta cessa automaticamente a atividade de transporte nos concelhos onde opera.

STCP passa a servir o Mar Shopping

facebook.com/transportesonline
autocarro da STCP junto ao Aeroporto
Francisco Sá Carneiro, passará a
servir o Mar Shopping.
A partir da próxima segunda-feira, a STCP realiza algumas alterações ao percurso das linhas 507, 508 e 601 de forma a servir o Mar Shopping.

Apesar destas linhas já passarem nas proximidades desta estrutura comercial, passam agora de uma forma cómoda e barata o acesso direto a um dos maiores shoppings da região do Porto.





Conheça aqui as principais alterações!

Conheça aqui o mapa das alterações da linha 507;
Conheça aqui o mapa das alterações da linha 508;
Conheça aqui o mapa das alterações da linha 601.

27/07/2017

Metro do Porto inaugura nova estação

Entrou hoje em funcionamento a 82ª estação da rede de Metro do Porto, a 36ª da linha vermelha que liga o Estádio do Dragão ao concelho de Póvoa de Varzim.

Baptizada de VC Faschion Outlet / Modivas fica a escassos metros do espaço comercial com o mesmo nome. O metro já ali passava desde 2005, quando foi inaugurada a linha vermelha, mas a estação nunca tinha sido construída. A nova estação está a 25 minutos do centro do Porto, e a 15 da Póvoa de Varzim e serve quer o serviço regular, quer as ligações expresso. Teve um valor de execução de 1,2 milhões de euros, comparticipada em 600 mil euros pelo Faschion Outlet. Estima-se um acréscimo de 2000 validações diárias, ou seja, cerca de 1 milhão de clientes anuais que o metro vai conquistar.
Trata-se da segunda estação da rede de metro com um nome comercial, depois de recentemente a estação do Viso, ser rebaptizada de Via Rápida-Viso. Um estratégia de negócio que o Metro do Porto está a implementar, dando um novo "naming" às estações e linhas, para conquistar mais receitas. É de prever que muito em breve outras estações possam ser rebaptizadas com nomes de marcas existentes próximas às estações.

18/07/2017

Câmara de Matosinhos pretende novo operador de transportes

facebook.com/transportesonline
A Câmara Municipal de Matosinhos vai propor ao Conselho Metropolitano do Porto (CmP) em reunião daquele organismo no próximo dia 28, o lançamento de um concurso para atribuição de licença de transportes para um novo operador rodoviário em substituição da Resende.

Em causa está um incidente com um autocarro daquele operador privado na semana passada, a que se junta a outros ocorridos recentemente. O mais grave ocorreu no ano passado, e provocou uma vitima  mortal. Uma inspeção do IMT realizada há alguns meses determinou a apreensão de documentos de 9 viaturas. A Resende tinha uma licença provisória para operar até final de 2017, mas pós estes episódios, a Câmara matosinhense determinou antecipar com efeitos imediatos, e por motivos de segurança pública, o lançamento de um concurso para atribuição de licença de transportes a um novo operador, que pode substituir integralmente, ou em parte a operação das linhas da Resende que cobrem 60% do concelho (o restante é operado essencialmente pela STCP), já que aquele operador, no entender da edilidade matosinhense, nada fez nenhum investimento em matéria de condições de segurança e aquisição de viaturas.

*Ao abrigo da atual lei as entidades competentes têm de emitir novas licenças de operação para os operadores rodoviários até ao final de 2019. A Resende tem uma licença até ao final de 2017 devido aos incidentes ocorridos com as suas viaturas.

11/07/2017

Carris lança primeiras "carreiras de Bairro"

A Carris lança hoje as 2 primeiras "carreiras de Bairro", anunciadas em Novembro último por Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, e que prevê a criação de 21 "carreiras de Bairro" numa lógica de proximidade, e que possibilita uma melhor articulação entre escolas, centros de saúde, mercados, e outros equipamentos sociais.

Esta terça-feira entram em operação em Marvila as carreiras 31B entre o Bairro dos Alfinetes e Vale Formoso (vêr percurso no sentido ascendente e sentido descendente), e a 32B que representa uma linha circular com inicio e término no Metro das Amendoeiras. Ainda este mês, as carreiras 779 nos Olivais será convertida na carreira 29B (carreira circular com inicio e término no C.C. Olivais), e a carreira 757 passa a 40B (Alto Chapeleiro - Lumiar, e Lumiar - Alto Chapeleiro). No Parque das Nações, a atual carreira 400 será rebaptizada de 26B (vêr percurso Parque das Nações Norte - Parque das Nações Sul, e Parque das Nações Sul - Parque das Nações Norte). As novas carreiras têm maior frequência de passagem, e os percursos são prolongados a zonas mal servidas de transportes.
São aceites os atuais tarifários praticados na Carris, mas é criado um novo passe de 30 dias pelo preço de 10€ exclusivo para utilização nas "carreiras de Bairro".
Até 2019, todas as freguesias de Lisboa terão "carreiras de Bairro" à medida que a Carris seja dotada de novos autocarros e sejam contratados novos motoristas. O concurso para a aquisição de novos autocarros será lançado em breve, e está em curso o processo de recrutamento de novos motoristas.

10/07/2017

Metro do Porto reduz velocidade na Ponte D. Luíz

facebook.com/transportesonline
O Metro do Porto vai reduzir a velocidade das composições que atravessam a Ponte D. Luíz devido ao crescente número de turistas.

A medida a ser implementada a partir de Outubro, irá reduzir a velocidade de 40 para 25 quilómetros/hora das composições da linha amarela que atravessam a Ponte D. Luíz, por medida de segurança, devido ao crescente número de turistas que chegam ao Porto e atravessam a pé aquela estrutura. Apesar de, nunca se ter registado nenhum acidente desde a abertura da linha D em 2005, é comum os turistas atravessarem a ponte saindo dos passeios reservados aos peões para tirarem fotografias, passando muitas vezes diante do metro que atravessa aquelas estrutura em horas de ponta a cada 3 minutos, e em cada sentido.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search