31/03/2019

CIM Coimbra reduz valor dos passes

facebook.com/transportesonline
autocarro dos SMTUC
A Comunidade Intermunicipal da Região  de Coimbra (CIM Região Coimbra) vai reduzir o preço das assinaturas mensais em cerca de 30% abrangendo no imediato cerca de 50 mil pessoas.

Os SMTUC vão receber a maior fatia (cerca de 540 mil euros) que permite já a partir de amanhã baixar o valor do passe dos atuais 35€ para 30€. Reformados, pensionistas e estudantes têm desconto de 50% passando a pagar  apenas 15€ por mês para toda a rede dos SMTUC. No entanto, a redução dos preços dos passes compreende todas as empresas de transporte, tanto rodo como ferroviárias dos 19 municípios da Comunidade (Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares), Mealhada e Mortágua).

Cascais terá transportes gratuitos em 2020

facebook.com/transportesonline
Em 2020 será gratuito viajar de autocarro no concelho de Cascais para todos os residentes.

A medida vai custar 12 milhões de euros à edilidade, que prevê compensar em parte com receitas do IUC, taxas de estacionamento, publicidade, e outras receitas arrecadadas com os transportes públicos.
A autarquia também prevê 100 minutos de estacionamento grátis por dia a todos os residentes registados na plataforma MobiCascais, excepto nas zonas vermelha, sendo que para isso vai proceder-se a uma harmonização tarifária e de horários de cobrança que ficará limitado ao período entre as 9h e as 19h. 

AMP: empresas fora da rede Andante disponibilizam passes a 30 e 40 euros

facebook.com/transportesonline
A Área Metropolitana do Porto (AMP) chegou a acordo com operadores para disponibilizarem passes municipais e intermunicipais a 30 e 40€ respetivamente, mesmo que ainda não façam parte da rede Andante.

O passe único visa disponibilizar um passe municipal e até 3 zonas contíguas a 30€ e outro metropolitano válido nos 17 municípios da AMP por 40€. Todavia, pelo facto de nem todos os operadores de transporte fazerem parte da rede Andante, o passe único numa primeira fase seria disponibilizado apenas para operadores e zonas Andante, sendo que posteriormente seria largado a toda a AMP. Contudo, graças a um acordo entre a AMP e as empresas de transporte, enquanto esses operadores não estiverem integrados no Andante vão continuar a disponibilizar os seus passes próprios mas a um preço reduzido: 30€ se for dentro de um determinado município, ou 40€ se cruzar as fronteiras do município.
Assim, que cada uma dessas empresas venha a integrar a rede Andante que se prevê que aconteça até ao final de Junho, os passes próprios serão descontinuados e passa a vigorar o passe único que possibilitará viajar em mais que uma empresas de transportes. Em causa estão empresas do grupo Transdev, Auto Viação Feirense, Transportes Urbanos de Santo Tirso, UTC, MGC, e outras. 

28/03/2019

Região de Lisboa disponibiliza passes de 7 dias durante mês de Abril

facebook.com/transportesonline
autocarro ao serviço da Carris
A partir de 1 de Abril os 18 municípios da Área Metropolitana e Lisboa (AML) passam a ter um passe comum a todos os operadores de transporte. O Navegante municipal, válido dentro do concelho para o qual foi adquirido, e o Navegante metropolitano para os 18 concelhos.

Os novos passes são válidos entre o primeiro e último dia e cada mês. Atualmente quem tem um passe de 30 dias e só termina para lá do dia 1, pode adquirir a partir de 8 de Abril um passe válido por 7 dias com um custo de 10€ válido para todos os transportes dentro da AML. Este título só pode adquirido por quem, atualmente tem um passe com validade deslizante (atuais passes com validade de 30 dias) podendo ser renovado consecutivamente até 30 de Abril. A validade do passe 7 dias inicia a partir do dia em que é adquirido e só pode ser requisitado nas bilheteiras das transportadoras. A partir de 1 de Maio deixa definitivamente de ser vendido, dado que é um passe se transição entre as assinaturas atuais e o novo passe.

26/03/2019

Lisboa: passe único colocado hoje à venda

facebook.com/transportesonline
imagem: AML
A partir de hoje é possível adquirir o novo passe válido para o mês de Abril para poder viajar em todos os transportes públicos da região de Lisboa.

Passa a estar disponível o Navegante Municipal cujo valor é de 30€ e permite viajar em todos os transportes dentro de um determinado concelho, e o Navegante Metropolitano que possibilita viajar dentro dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa por 40€ mensais. Mantém-se descontos para estudantes, reformados e pensionistas e beneficiários do passe social+, mas sobre os novos preços.
Crianças até aos 12 anos não pagam, mas devem possuir e validar o passe se tiverem mais de 4 anos. O passe família, cujo preço por agregado não ultrapassará os 80€ mensais, deverá estar à venda a partir de Julho.

Para quem tem passe que termina durante os meses de Abril, vai estar disponível a partir de 7 de Abril um passe de 7 dias com um custo de 10€ válido para toda a AML. Este passe pode ser renovado consecutivamente até 30 de Abril. Tratando-se de um passe de transição entre os atuais passes e o novo passe, deixará de estar à venda a partir de Maio.
O novo passe pode ser comprado nos locais habituais, inclusive no Multibanco.


22/03/2019

Madeira: passe único colocado à venda a partir de hoje

O passe único na Região Autónoma da Madeira está à venda a partir de hoje.

À semelhança das Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto, o passe único na Madeira entra em vigor a 1 de Abril e terá 2 tarifas: 30€ para utilizar os transportes dentro de um concelho, e 40€ para todos os municípios da ilha da Madeira.
Crianças até ao dia em que perfazem 13 anos viajam gratuitamente, tal como pensionistas com pensões de reforma inferiores a 240€ por mês. Mantêm-se descontos para restantes reformados, bem como jovens e estudantes.
facebook.com/transportesonline
imagem: facebook Horários do Funchal
A medida vai custar cerca de 8 milhões de euros/ano ao governo regional e envolve as empresas Horários do Funchal, SAM - Sociedade de Automóveis da Madeira, Rodoeste, Empresa de Automóveis do Caniço, e a Companhia de Carros de São Gonçalo.
O novo passe pode ser adquirido nos locais habituais.


21/03/2019

Porto: passe único colocado hoje à venda

facebook.com/transportesonline
O passe único para a Área Metropolitana do Porto (AMP) vai ser colocado hoje à venda nos locais habituais.

O passe único municipal vai ter um custo de 30€ e permite viajar nos limites do concelho até 3 zonas contíguas, e o passe metropolitano válido para os 17 concelhos da AMP por 40€ a partir de 1 de Abril. O passe família em que um agregado familiar não pagará mais que o equivalente a 2 passes (80€) ainda não tem data para a entrada em funcionamento. A gratuitidade para crianças até aos 12 anos arranca em Setembro, sendo que as Câmaras do Porto e Matosinhos já garantiram a gratuitidade até aos 15 anos a partir desta data. Outras autarquias deverão seguir o exemplo.

Durante o mês de Abril o passe único vai estar disponível apenas para a rede Andante sendo alargado a toda a AMP durante o mês de Maio ou Junho de acordo com a AMP.
A diferença do passe único para o tarifário Andante que per se já é um tarifário único válido em vários operadores da região do Porto, é que vai permitir diminuir o número de zonas tarifárias que atualmente são 11 (Z2, Z3, Z4...Z12) para apenas 2 (municipal até 3 zonas contíguas e metropolitano), diminuindo desta forma os preços da assinatura mensal, ao mesmo tempo que é alargado a mais áreas e operadores. Esta é a principal diferença em relação à Área Metropolitana de Lisboa (AML): em quanto no Porto existe o Andante, na AML existem atualmente centenas de títulos de transporte (próprios, combinados, multimodais), situação que a partir de Abril vai mudar. O passe único na AML vai estar à venda a partir de 26 de Março com apenas 2 combinações: municipal e metropolitano.
Com o passe único mantém-se reduções para estudantes , reformados e pensionistas (25%), passe social+ (50%), e 4_18 e sub_23 (60%), mas sobre o preço dos novos passes.
facebook.com/transportesonline
imagem: linha Andante

19/03/2019

Scotturb perde corrida aos transportes de Cascais

facebook.com/transportesonline
A Scotturb foi excluída do concurso lançado pela Câmara de Cascais para a operação dos transportes urbanos no concelho a partir de 2020.

O júri desclassificou a Scotturb por esta não cumprir com um dos pontos do Caderno de Encargos que obrigava à substituição de viaturas com motores Euro V por viaturas com modelo Euro VI, ou seja, com menos emissão de partículas poluentes. Porém, Scotturb na proposta apresentada apenas se comprometia à troca de viaturas por outras equivalentes, apesar de prever a compra de veículos 20 autocarros elétricos e 80 standard mas apenas para algumas carreiras. Neste sentido, a Scotturb não se comprometia a substituir todas as viaturas com motor Euro V por outras mais amigas do ambiente.


A Câmara de Cascais recebeu 3 propostas à subconcessão: da Ovnitur que o júri desclassificou à partida, da Scotturb agora excluída e da espanhola Martín, uma das maiores empresas ibéricas no setor dos transportes. Com a exclusão da Scotturb resta a concurso a Martín que apresentou um preço unitário/quilometro de 1,76€ contra os 1,99€ apresentados pela Scotturb. A componente preço/quilômetro tinha um peso de 45% na decisão do vencedor, a renovação da frota por autocarros mais ecológicos 45% e o período transitório tinha um peso de 10% na decisão. 

18/03/2019

Porto: o que muda com o passe único?

facebook.com/transportesonline
A partir de 1 de Abril entra em vigor o chamado "passe único", que permitirá viajar dentro da área de um município e até 3 zonas contiguas por 30€/mês ou nos 17 concelhos da Área Metropolitana do Porto (AMP) por 40€. 
Explicamos aqui tudo que precisa de saber sobre o novo passe.
  • Quando entra em vigor o passe único?
R: O passe único entra em vigor a partir de 1 de Abril. Relativamente ao passe família em que nenhum agregado familiar pagará mais de 80€/mês independente do número de elementos, não tem ainda data para a entrada em vigor. O passe gratuito para crianças até aos 12 anos só estará disponível a partir de Setembro. Até lá, cada elemento deverá adquirir um título individual.
  • Qual a validade mensal do passe?
R: O passe terá a validade de 1 a 30 ou 31 de cada mês, excepto o mês de Fevereiro que tem validade até ao dia 28 ou 29. 
  • Que títulos de transporte passam a existir a partir de 1 de Abril?
R: Passa a existir um passe Andante municipal válido para todos os transportes dentro da geografia do concelho e até 3 zonas contiguas com um custo de 30€/mês, e um passe válido para os 17 municípios da AMP (Arouca, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Paredes, Porto, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, São João da Madeira, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia) com um custo de 40€/ mês.  
Crianças até aos 12 anos terão direito viajar em toda a AMP gratuitamente, mas só a partir do próximo mês de Setembro. No Porto e Matosinhos a gratuitidade será estendida a todos os jovens até aos 15 anos de idade. Para cidadãos com 65 ou mais anos terão 50% desconto sobre valor do passe dentro de um determinado concelho ou para toda a AMP. Continuará a existir tarifários para estudantes com 25%, e passes sociais com desconto de 60%.
Nenhum agregado familiar pagará mais de 80€ (o equivalente a 2 passes) independente do número de elementos.
imagem: linha Andante

  • Se atualmente eu tiver um passe de um operador mais barato que o passe único vou passar a pagar mais?
R: Não. Existe uma excepção: caso seja portador de uma assinatura mais barata que o futuro passe municipal ou metropolitano pode manter a mesma assinatura que tem atualmente. No entanto, apenas poderá viajar nos operadores no qual é válido.
  • Quando serão colocados à venda?
R: A partir de dia 21 de Março os novos títulos passam a estar disponíveis para venda, mas só são válidos a partir de 1 de Abril.
  • Que cartão necessito para comprar o passe?
R: Se já tiver um cartão Andante não precisa fazer nada.Os novos passes serão carregados no cartão habitual. Se não tiver cartão Andante deverá solicitar junto de uma loja Andante. Tem um custo de 6€ e fica disponível na hora. Também poderá utilizar a aplicação Anda para smartphones Android. Todavia, se tiver uma assinatura Z2 deverá dirigir-se a uma loja Andante para escolher mais uma zona gratuitamente. Para quem tiver assinaturas com tarifário Andante Z3 ou superior não necessita de fazer nada.
  • Crianças dos 4 aos 12 anos precisam cartão Andante?
R: Sim. Apesar de poderem viajar gratuitamente pelos transportes da AMP, os títulos serão carregados no cartão AndanteÉ necessária a utilização do cartão Andante e respetiva validação em cada viagem de forma a que os operadores tenham real noção do número de passageiros transportados em cada carreira/linha e horários, e possam ajustar a oferta à procura. 
  • Onde posso comprar/carregar o passe?
R: Poderá fazê-lo nos locais habituais: bilheteiras, máquinas de venda automáticas, Multibanco e Payshop.
  • Qual a diferença entre o tarifário Andante e o passe único?
R:O Andante é um tarifário intermodal válido em vários operadores da região do Porto. Um único título para vários operadores. O preço a pagar depende do trajeto a efetuar. Atualmente existem 11 combinações tarifárias (Z2, Z3, Z4...Z12) dependendo do número de zonas. Com o passe único passa a existir apenas 2 zonas tarifárias em vez de 11: dentro dos limites de um determinado concelho e até 3 zonas contiguas com um custo de 30€/mês, e um passe válido para os 17 municípios da AMP, reduzindo substancialmente o preço a pagar mensalmente para além de integrar novos operadores e concelhos. Ex: atualmente uma assinatura Z2 custa 31,15€ e a Z3 38,40€, a Z4 48,65€...Passa a existir apenas 2 preços: 30€ ou 40€ consoante a assinatura seja municipal ou para toda a AMP.
  • O passe único será válido em toda a AMP  a 1 de Abril?
R: Não. Em Abril apenas será possível utilizar o passe único municipal ou metropolitano nas zonas com tarifário Andante e nos operadores com tarifário Andante. Prevê-se que a partir de Maio ou Junho seja possível utilizá-lo em toda a AMP dado que muitos operadores ainda não adquiriram validadores e máquinas de verificação e fiscalização.
  • Relativamente aos títulos ocasionais, há alguma mudança?
R: Os títulos ocasionais não sofrem qualquer mudança por enquanto. Continua válido o tarifário intermodal Andante nas respetivas zonas e operadores aderentes, sendo alargado futuramente aos demais operadores da AMP. 

Lisboa: o que muda com o passe único?

facebook.com/transportesonline
A partir de 1 de Abril entra em vigor o chamado "passe único", que permitirá viajar dentro da área de um município por 30€/mês ou nos 18 concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML) por 40€. Trata-se da maior revolução dos últimos anos na região, que acaba com 694 combinações de assinaturas de transporte.
Explicamos aqui tudo que precisa de saber sobre o novo passe.
  • Quando entra em vigor o passe único?
R: O passe único entra em vigor a partir de 1 de Abril. O passe família em que nenhum agregado familiar pagará mais de 80€/mês independente do número de elementos só entra em vigor a 1 de Julho. Até lá, cada elemento deverá adquirir um título individual.
  • Qual a validade mensal do passe?
R: O passe terá a validade de 1 a 30 ou 31 de cada mês, excepto o mês de Fevereiro que tem validade até ao dia 28 ou 29. Acabam assim os passes validos por 30 dias como acontece atualmente com alguns títulos.
  • Que títulos de transporte passam a existir a partir de 1 de Abril?
R: Passa a existir um passe municipal válido para todos os transportes dentro da geografia do concelho, chamado " Navegante Municipal" (Lisboa: Navegante Lisboa, Almada: Navegante Almada, Sesimbra: Navegante Sesimbra...), e o "Navegante Metropolitano" que permitirá viajar em qualquer operador nos 18 municípios da AML (Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra e Vila Franca de Xira).
Crianças até aos 12 anos terão direito ao "Navegante Metropolitano 12", permitindo automaticamente viajar em toda a AML gratuitamente. Para cidadãos com 65 ou mais anos podem optar pelo "Navegante Municipal +65" com 50% desconto sobre valor do passe dentro de um determinado concelho pagando apenas 15€ ou pelo "Navegante Metropolitano +65" também com desconto 50% pagando apenas 20€ para viajar em toda a AML. Continuará a existir tarifários para estudantes com 25%, e passes sociais com desconto de 60%.
Nenhum agregado familiar pagará mais de 80€ (o equivalente a 2 passes) independente do número de elementos.
imagem: AML

  • Se atualmente eu tiver um passe de um operador mais barato que o passe único vou passar a pagar mais?
R: Não. Existe uma excepção: caso seja portador de uma assinatura mais barata que o futuro passe municipal ou metropolitano pode manter a mesma assinatura que tem atualmente. No entanto, apenas poderá viajar nos operadores no qual é válido.
  • Quando serão colocados à venda?
R: De acordo com a AML a partir de dia 26 de Março os novos títulos passam a estar disponíveis.
  • Que cartão necessito para comprar o passe?
R: Se já tiver um cartão Lisboa Viva não precisa fazer nada.Os novos passes serão carregados no cartão habitual. Se não tiver cartão Lisboa Viva deverá solicitar junto de um operador de transporte. O cartão Lisboa Viva apenas pode ser levantado ao fim de 10 dias úteis após pedido e custa 7€. Em alguns locais pode solicitar o Lisboa Viva urgente que tem um custo de 12€ e fica pronto em 24 horas. Se ainda não tem cartão ou se o seu está a caducar, recomenda-se que trate atempadamente da sua emissão?
  • Crianças dos 4 aos 12 anos precisam cartão Lisboa Viva?
R: Sim. Apesar de poderem viajar gratuitamente pelos transportes da AML, será carregado o título "Navegante Metropolitano 12". É necessária a utilização do cartão Lisboa Viva e respetiva validação em cada viagem de forma a que os operadores tenham real noção do número de passageiros transportados em cada carreira/linha e horários, e possam ajustar a oferta à procura. 
  • Onde posso comprar/carregar o passe?
R: Poderá fazê-lo nos locais habituais: bilheteiras, máquinas de venda automáticas, Multibanco e Payshop.
  • O que acontece a quem tem um passe válido por alguns dias de Abril?
R: Quem tem um passe de 30 dias e só termina a meados de Abril por exemplo, pode adquirir a partir de 7 de Abril um passe válido por 7 dias com um custo de 10€ válido para todos os transportes dentro da AML. Este título só pode adquirido por quem tem um passe atual e termina para além do dia 1 de Abril (atuais passes com validade de 30 dias) e pode ser renovado consecutivamente até 30 de Abril. A validade do passe 7 dias inicia a partir do dia em que é adquirido e só pode ser requisitado nas bilheteiras das transportadoras. A partir de 1 de Maio deixa definitivamente de ser vendido, dado que é um passe se transição entre as assinaturas atuais e o novo passe.
  • Relativamente aos títulos ocasionais, há alguma mudança?
R: Os títulos ocasionais não sofrem qualquer mudança por enquanto. Cada operador continuará a vender os seus próprios títulos válidos exclusivamente para esse operador, ou no caso bilhete Carris/Metro, Carris/Metro/Transtejo e Carris/Metro/CP válidos nos respetivos operadores como até aqui.


16/03/2019

Região do Porto vai ter marca única de transportes

facebook.com/transportesonline
autocarro da empresa Espírito Santo
A Área Metropolitana do Porto (AMP) enquanto autoridade de transportes os 17 municípios da região, determinou que a partir de 2020 haverá uma marca única para todos os transportes rodoviários da região.

À semelhança do que vai acontecer em Lisboa com a criação da marca Carris Metropolitana, também na região do Porto haverá uma marca única para todas as empresas de autocarros. Em Abril, será lançado os concursos para a concessão dos transportes a partir de 2020 em 16 municípios da AMP, com exceção do Porto onde a STCP é operador interno. Serão 5 lotes que correspondem mais ou menos à repartição das licenças atuais. Os vencedores terão de operar sob uma marca comum que ainda não foi definida.
A lógica de uma marca única tem como objetivo captar mais utilizadores para o transporte público dado que passa a existir uma forma de comunicar comum, tarifário comum, e uma rede única tornando mais perceptível a oferta de transportes na região. Em alguns casos terá de haver um aumento da oferta em zonas menos favorecidas. Os operadores vencedores não poderão ter autocarros com idade superior a 14 anos e terão de renovar as viaturas ao longo do contrato de concessão que será de 7 anos.
Em Abril vai ser apresentado um novo zonamento Andante que integra os 17 concelhos da AMP.

Oeste CIM vai baixar preço dos passes

facebook.com/transportesonline
autocarro da Barraqueiro
A Oeste CIM (comunidade Intermunicipal do Oeste que compreende os municípios de Alcobaça, Alenquer, Arrudas dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras) reservou uma verba de 1,4 milhões de euros para redução do preço dos passes.

A partir do segundo semestre vai ser mais barato viajar nos 12 municípios que integram a Oeste CIM. Para viajar entro dos limites de cada um dos municípios nenhum passe custará mais de 30€, e para viagens intermunicipais dentro dos concelhos da Oeste CIM, nenhum passe terá valor superior a 40€.
A Oeste CIM está ainda a estudar uma forma de apoiar a redução de tarifas para deslocações interegionais com a região de Lisboa, Leiria e Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo.

11/03/2019

Greve TST na quarta e quinta-feira

facebook.com/transportesonline
Os trabalhadores da TST estarão em greve entre as 3h do dia 13 e as 3h de dia 15.

A greve de 48 horas poderá afetar todas as carreiras da TST dado que não estão previstos serviços mínimos em nenhum dos concelhos onde opera.

Carris lançou hoje 9ª carreira de bairro

facebook.com/transportesonline
imagem: Facebook Carris
A Carris lançou hoje a 9ª carreira de bairro na zona do Lumiar, que se divide em 2 percursos de circulação: 43B e 44B.

Os 2 percursos têm o terminal comum no Paço do Lumiar:

Estes 2 percursos cruzam-se com as carreiras 701, 703, 717, 736, 747, 750, 767, 768, 778, 798, 40B, 206 e 207.
Primeira e última viagem:
  • 43B: 7h/20:30h.;
  • 44B: 7:20h/20:05h.
Consulte aqui o mapa da carreira!

Aeroporto do Porto eleito o melhor da Europa

facebook.com/transportesonline
O Aeroporto Francisco Sá Carneiro foi eleito o melhor aeroporto da Europa em 2018 na categoria 5 a 15 milhões de passageiros.

Nos últimos 13 anos foi o 12º prémio atribuído ao Aeroporto do Porto pelo Airports Council International (ACI) com base no inquérito a milhares de passageiros em aeroportos de toda a Europa. São questionados 34 items como limpeza, acessibilidades, conforto, atendimento, tempos de espera, etc. 

Fertagus vai renovar interior dos comboios

facebook.com/transportesonline
A Fertagus está a estudar alterações no interior das carruagens de forma a acomodar mais passageiros, admite Cristina Dourado, presidente da empresa.

As mudanças não irão ocorrer já, dado que, a empresa ainda consegue dar resposta à procura. No entanto, é uma das medidas que será adotada caso se registe um aumento significativo de passageiros devido à redução do preço dos passes que se inicia a 1 de Abril, e prevê um preço máximo de 40€ para viajar em toda a Área Metropolitana de Lisboa, máximo de 80€ por agregado familiar, e transporte gratuito para crianças até aos 12 anos.
A empresa opera 18 comboios de 4 carruagens cada, mas prevê a introdução de uma quinta carruagem. Outra das possibilidades que a Fertagus admite, é introduzir na sua operação alguns comboios que a CP tem parados há bastantes anos, mas tudo dependerá das conversações que a empresa está a ter com o governo para renegociação do contrato de concessão que termina no final deste ano.
Sobre a possibilidade de chegar à Estação do Oriente, Cristina Dourado diz que seriam necessários mais 5 comboios e que tal representaria um investimento de 40 a 50 milhões de euros. Sobre esse investimento, a presidente da Fertagus, mais uma vez atira para as conversações sobre o programa de renegociação do contrato de concessão.

04/03/2019

Lisboa: passe único à venda a partir de dia 26

facebook.com/transportesonline
autocarro ao serviço da empresa
Santo António
Os novos passes da Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão estar à venda a partir de dia 26 de Março e entram em vigor a 1 de Abril.

A partir do próximo dia 26 de Março já será possível comprar os novos passes a preço reduzido para viajar dentro de um dos 18 concelhos da AML, ou em toda a área metropolitana. Serão abolidas as cerca de 770 combinações de assinaturas por cerca de 70 no máximo entre as quais o Navegante concelhio que permite viajar por 30€ dentro de um determinado concelho (ex: Navegante Lisboa, Navegante Sintra, Navegante Mafra...), ou o Navegante Metropolitano que terá um custo de 40€ e terá validade nos 18 concelhos da AML. O novo tarifário para além de reduzir a fatura paga pela aquisição de uma assinatura mensal, tem o mérito de integrar novos operadores no sistema de passe social intermodal como a Isidoro Duarte, ou empresas do Grupo Barraqueiro.
O passe adquire uma validade mensal, ou seja, de dia 1 a 30 ou 31 de cada mês, em vez dos atuais 30 dias e será carregado no cartão Lisboa Viva.
Para quem possua passe válido até meados de Abril, poderá solicitar o novo passe pagando apenas os dias efetivos que utilizar em Abril, tornando-se um mês de transição.

Crianças com idade até aos 12 anos viajam gratuitamente, e nenhum agregado familiar pagará mais de 80€/mês independentemente do número de elementos que o constitua. Mantêm-se todavia, descontos nos passes como o passe social+, 4_18 e Sub_23. Ainda assim, por motivos de reprogramação de software das máquinas de venda e validação, o passe familiar poderá ainda não estar disponível a 1 de Abril.

Em meados de Março será lançada uma campanha de comunicação e divulgação dos novos passes. Mantêm-se os atuais canais de venda como bilheteiras dos operadores, máquinas de venda automática e Multibanco. A AML adverte para quem não possua cartão Lisboa Viva, para tratar da requisição com pelos menos 10 dias de antecedência.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search