24/09/2015

Transcunha ganha transportes de Viana do Castelo

A empresa Transcunha assegurou a concessão, durante um período de dez anos, do transportes urbanos de Viana do Castelo. O contrato foi assinado, ontem, com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e prevê a criação de novos circuitos urbanos que irão servir novas centralidades e que terão mais 16 quilómetros em relação à rede anterior. De acordo com a autarquia “o novo contrato apresenta novos circuitos, nomeadamente a ligação entre Monserrate e Amorosa; ligação ao Bairro do Malhão; ligação da EN13 até ao viaduto de Carreço; um circuito interno pela freguesia da Meadela; um circuito interior pelo Cais Novo e pelo casco histórico da vila e ainda a ligação à escola C+S Carteado Mena”. Uma das grandes novidades da concessão é a introdução de um autocarro elétrico na rede, que vê aumentada a população servida a 5 minutos (330 metros) e a 10 minutos (660 metros), sendo os horários entre as 07H00 e as 01H00, com uma frequência de passagem de 30 minutos. O preço dos bilhetes oscilará entre um 1 euro e 1.35 euros, e os passes entre os 19 euros e os 25.90 euros. A empresa concessionária vai praticar ainda tarifas com 40 por cento de desconto para reformados e pessoas com mobilidade reduzida e vai disponibilizar passes flexíveis, onde o utente é que traça o circuito mais conveniente. Para menores de 12 anos, o desconto é de 50 por cento, sendo criado “O Único” na frota da rede urbana e interurbana.
“Bilhética sem contacto e a tarifa mais baixa do país (menos 34 por cento nos passes e menos 24 por cento nos bilhetes) são outras das garantias da empresa vencedora do concurso de concessão, que apresentava como critérios a qualidade da frota, as instalações da operadora, o tarifário e os sistemas de inovação tecnológica do serviço”, refere a autarquia. 

in: transportesemrevista.com de 24 Set'15

Bicicletas vão ser temporariamente proibidas em algumas ligações da Transtejo

Bicicletas vão ser temporariamente proibidas em algumas ligações da Transtejo, exeto na ligação entre Trafaria/Porto Brandão/Belém.

Motivos de segurança detetados na frota da Transtejo, condicionam o transporte de bicicletas que a partir de 2ª-feira passa a estar proibido nestas ligações, pelo menos de forma temporária assegura a Transportes de Lisboa. A empresa já está a trabalhar em medidas de segurança que possibilitem o transporte de bicicletas nos navios da empresa, o mais breve possível.

Atualização: Transtejo recua na proibição de transporte de bicicletas.

Face à contestação feita por diversas associações, e autarquias abrangidas pelas carreiras fluviais, a Transportes de Lisboa procedeu à revogação da medida até implementar medidas de segurança nas suas embarcações.

noticia atualizada às 20:47h!

23/09/2015

Assinado contrato de subconcessão da Carris e Metro de Lisboa à Avanza

youtube.com/ipsisnet
Foi hoje assinado o contrato de subconcessão da Carris e Metro de Lisboa ao grupo espanhol Avanza.

O vencedor do Concurso Público Internacional para a subconcessão da Carris e Metro de Lisboa para os próximos 8 anos, assinou hoje com o governo português o contrato de subconcessão que prevê de acordo com as regras do concurso um custo de 1075 milhões de euros no conjunto das duas empresas ao longo da vigência do contrato, o que representa uma poupança face aos encargos atuais de 225 milhões de euros. Para além disso, o novo subconcessionário terá de investir de imediato em novos autocarros para a Carris, para substituir os atuais autocarros com cerca de 20 anos, e ao longo dos próximos anos mais viaturas para substituir os atuais autocarros adquiridos no inicio do século. Para além disso, o subconcessionário não pode fazer aumentos tarifários acima do valor de inflação.
O contrato terá no entanto, de ser apreciado pelo Tribunal de Contas para entrar em vigor. Prevê-se que a Avanza venha a assegurar a operação das duas empresas no inicio de 2016.

21/09/2015

Rodinhas permite transporte de bicicletas

O serviço Rodinhas permite o transporte gratuito de bicicletas a partir de hoje.

Inserido nas comemorações da Semana Europeia da Mobilidade, o serviço Rodinhas da Rodoviária de Lisboa que percorre as ruas mais congestionadas entre a Portela e Moscavide, vai permitir o transporte de bicicletas de forma gratuita.
Até 30 de Setembro, também será gratuita a viagem de quem se fizer acompanhar de bicicleta.

18/09/2015

TCB vão chegar à Moita

youtube.com/ipsisnet
Os Transportes Colectivos do Barreiro (TCB) vão chegar à Moita em Dezembro.

As carreiras 1 e 2 vão chegar às freguesias de Baixa da Banheira e Alhos Vedros no concelho da Moita a partir de Dezembro. O acordo entre a Câmara do Barreiro que tutelam os TCB, e a Câmara da Moita vão permitir a extensão das duas carreiras ao concelho vizinho. A Câmara da Moita compromete-se a comparticipar de forma proporcional nos custos do alargamento das duas carreiras permitindo a continuidade dos passes "Jovem", "3ª idade", e "+80", bem como o valor dos títulos ocasionais. Outra parte do financiamento virá das receitas próprias proveniente da procura que o alargamento das carreiras originará.

17/09/2015

Greve parcial Soflusa dias 21, 22 e 23 de Setembro

Nos próximos dias 21, 22 e 23 de Setembro por iniciativa de diversas estruturas sindicais representativas dos trabalhadores da Soflusa, verificar-se-ão constragimentos na carreira fluvial entre Lisboa e o Barreiro, e Barreiro e Lisboa. Por decreto do Tribunal Arbitral realizam-se as seguintes ligações:

imagem: transporteslisboa.pt


10/09/2015

CP vai passar a multar quem não valida o passe

facebook.com/transportesonline
A CP Lisboa vai passar a multar os passageiros de assinatura mensal válida que não valida o passe antes da viagem.

Tal como acontece na CP Porto, os passageiros que tenham passe mensal válido, mas que não validam o respetivo cartão de passe podem ser multados, tal como se não tivessem qualquer título de transporte. A medida é posta em prática por causa do modelo de repartição de receitas. As receitas provenientes da bilheteira é repartida entre os operadores de acordo com o número de quilómetros e de passageiros transportados. Por exemplo, um portador de assinatura mensal válido em vários operadores de transportes quando valida o passe num determinado operador, esse operador vai receber uma parte da receita proporcional ao número de viagens realizadas. Se um passageiro fizer mais validações na CP, então a CP irá receber mais que os outros operadores que também transportaram aquele passageiro de acordo com o número de validações. Se um passageiro usa comboio e um operador privado, mas só valida no operador privado, só aquele operador irá ganhar a receita do passe, embora o cliente também tenha andado de comboio.
Por enquanto, a CP lançou uma campanha de informação alertando para a necessidade de validar o passe mensal em cada viagem, tal como acontece com títulos ocasionais. A partir de 1 de Outubro, os passageiros sem título de transporte validado incorrem em multa.

Saiba mais aqui!
imagem: www.cp.pt

07/09/2015

Metro Sul do Tejo dá 25% de desconto na assinatura mensal a estudantes

facebook.com/transportesonline
A Metro Sul do Tejo lançou uma campanha de 25% de desconto na assinatura mensal de Setembro para estudantes dos concelhos de Almada e Seixal onde opera o metro.

A campanha abrange um universo de 55 mil alunos dos dois concelhos, e insere-se no mês que se assinala o regresso às aulas, e onde por natureza as famílias gastam mais dinheiro com a compra de livros e materiais escolares. Entre 10 de Setembro e 10 de Outubro, os clientes abrangidos pela campanha deverão dirigir-se a uma bilheteira com atendimento e fazer prova da situação de estudante e de residência nos concelhos de Almada ou Seixal.

06/09/2015

Greve parcial Transtejo

Dias 7 e 8 poderá haver constrangimentos para os utilizadores das carreiras fluviais da Transtejo devido a uma greve parcial convocada por diversas estruturas sindicais.

Segue o esquema das carreiras que irão assegurar a travessia fluvial:

in: transporteslisboa.pt



04/09/2015

Alsa e Transdev ganham subconcessão da STCP e Metro do Porto

A Alsa e Transdev ganham subconcessão da operação respetivamente da STCP e Metro do Porto.

Prorrogado o Concurso Público para apresentação de proposta para a subconcessão da STCP e Metro do Porto que terminou ontem, foram apresentadas 7 propostas: 3 para operação da STCP, outras 3 para a subconcessão do Metro, e uma proposta da Barraqueiro para a operação conjunta da STCP e Metro. Os outros operadores que apresentaram propostas foram a Transdev, a Alsa e a Gondomarense.

Hoje, a Secretaria de Estado dos Transportes confirmou que dos interessados a espanhola Alsa, do grupo britânico National Express fica com a operação da STCP, e a Transdev com o Metro. Quanto à Alsa que pertence ao grupo britânico National Express, foi um dos concorrentes a par do consórcio catalão TMB/Moventis para a subconcessão da STCP no ano passado. Porém, como apresentou a proposta fora de prazo a subconcessão acabaria por ser entregue aos catalães por representarem a única candidatura válida. Quanto aos franceses da Transdev, que já detiveram a concessão do Metro do Porto entre 2003 e 2010, regressam depois do consórcio liderado pela Barraqueiro operar a rede do metro nos últimos 5 anos.
Ambas subconcessões são válidas por 10 anos, e representam segundo o governo, uma poupança face à proposta apresentada pelos catalães que desistiram da subconcessão das empresas.
Segue-se agora o visto da Autoridade da Concorrência e do Tribunal de Contas, sendo que os candidatos devem assumir formalmente o controlo da STCP e Metro no inicio de 2016. Até lá, a Barraqueiro vai continuar a gerir o Metro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search