31/01/2020

Passe família chega ao Porto em Maio

facebook.com/transportesonline
O passe família que permite uma família pagar no máximo 80€ para viajar nos 17 municípios da Área Metropolitana do Porto (AMP) vai ser implementado em Maio.

Quase um ano depois da entrada em funcionamento na Área Metropolitana de Lisboa, o passe família que permite a um agregado familiar viajar num município até 3 zonas contíguas por 60€ ou em toda a AMP por 80€ vai ser finalmente implementado.
A medida que terá um impacto financeiro de cerca 600 mil euros/ano e vai reduzir substancialmente a fatura de transportes paga pelas famílias já depois da redução dos passes para um máximo de 40€ por pessoa em Abril do ano passado.
Estão abrangidos os agregados familiares, incluindo ascendentes e descendentes tendo para o efeito fazer prova através da declaração anual de IRS.
Toda a informação para a alteração e aquisição de título de transporte Andante Família, bem como documentos a entregar para efeitos de prova será oportunamente divulgada.

27/01/2020

Greve da função pública dia 31 pode afetar setor dos transportes

facebook.com/transportesonline
autocarro da Carris
Na próxima sexta-feira dia 31 está marcada uma greve geral da função pública que deverá afetar os transportes.

Entre as empresas de transportes afetadas, está a Carris, STCP, SMTUC, Transportes Urbanos de Braga, Transtejo, Soflusa, Metro de Lisboa, CP e Transportes Colectivos do Barreiro, por se tratarem de empresas municipais ou do Estado. De fora devem ficar os trabalhadores afetos ao Metro do Porto e Metro Sul do Tejo por se tratarem de empresas públicas com operação concessionada a privados, trabalhadores da Fertagus e serviços municipais de transportes concessionados como a Aveiro Bus, Trevo, Covibus e Próximo.


21/01/2020

COMBUS chega a Oeiras, Caxias e Paço de Arcos

O serviço de autocarros gratuitos disponibilizado pela Câmara de Oeiras, COMBUS, vai ser alargado a partir de 3 de Fevereiro à União de Freguesias de Oeiras, Caxias e Paço de Arcos.

O serviço operado por mini autocarros foi retomado em Junho de 2018 na União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz-Quebrada/Dafundo após interrupção ocorrida em 2014. 
O COMBUS passa por ruas sem acesso ou oferta de transportes públicos, permitindo a uma população mais envelhecida ou socialmente desfavorecida o acesso rápido a centros de saúde, equipamentos sociais e outras instituições.
Depois de Oeiras, Caxias e Paço de Arcos, segue-se Carnaxide e Queijas e até ao final do ano Barcarena e Porto Salvo.
Desde Junho de 2018 já foram transportados mais de 75 mil passageiros.

16/01/2020

AMP lançou concurso público para concessão de transportes rodoviários

facebook.com/transportesonline
autocarro ao serviço da Espírito Santo
Após aprovação prévia do modelo de concessão dos transportes públicos rodoviários na Área Metropolitana do Porto (AMP) por parte da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes na última segunda-feira, o Conselho Metropolitano do Porto aprovou hoje o lançamento do concurso público internacional que terá agora de ser publicado no jornal oficial da União Europeia.

O modelo de concessão prevê um modelo dividido em 5 lotes, com uma marca única e tarifário comum para um período de 7 anos de exploração, por um preço base de cerca de 394 milhões de euros.
Os operadoras vencedores têm de garantir 85% do serviço planeado, e autocarros mais amigos do ambiente cuja idade média não pode ser superior a 8 anos até ao final do período de concessão.
A informação sobre o estado das carreiras, número de utilizadores e receitas terá de ser partilhado com a empresa que a AMP irá criar e que será responsável pelo planeamento e acompanhamento dos níveis de serviço bem como sistema de bilhética.

14/01/2020

Vai ser possível pagar com cartão bancário nos transportes do Grande Porto

facebook.com/transportesonline
elétrico da STCP
A partir do segundo trimestre vai ser possível validar/pagar o título de transporte do Porto com cartão bancário dotado de tecnologia contactless.

O projeto que envolve a rede Visa e a Unicre vai permitir numa fase piloto utilizar os cartões bancários com tecnologia contactless (tecnologia que permite efetuar pagamentos aproximando cartão do terminal de pagamento sem necessidade de marcação de pin) na linha E do Metro do Porto e na rede de elétricos da STCP, sendo ulteriormente alargada a toda a rede de transportes públicos com tarifário Andante, ou seja, em todos os 17 municípios da Área Metropolitana do Porto.

Trata-se de um sistema pioneiro em Portugal que traduz uma aposta clara na simplificação do sistema de pagamentos, que se junta ao pagamento/validação por telemóvel já possível no Grande Porto através da app Anda disponível para sistema Android.
Em 2016 foi lançado em Lisboa o cartão Caixa Viva que permite pagar títulos ocasionais em alguns operadores como a Carris, Metro e CP. No entanto, está limitado a clientes da CGD e que têm de pagar uma anuidade, mesmo que já sejam titulares de um cartão de débito, dado que é necessária a emissão de um cartão especifico que concilia a vertente bancária à de transportes.
No Porto será assim possível utilizar qualquer cartão bancário com tecnologia contactless alargando o leque de potenciais utilizadores, inclusive turistas, e tornando uma das primeiras metrópoles mundiais a aceitar esta forma de pagamento a par de Nova Iorque, Rio de Janeiro, Singapura e Londres.

Área Metropolitana do Porto com luz verde para lançamento do Concurso de transportes

facebook.com/transportesonline
autocarro da MGC Transportes
A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) emitiu ontem parecer prévio positivo para o lançamento dos Concursos Públicos para a concessão da rede de transportes rodoviários na região do Porto.

O parecer prévio era vinculativo para o lançamento dos Concursos em toda a região metropolitana do Porto que prevê 5 lotes a concurso, uma empresa vencedora diferente por cada um dos lotes, uma marca única para todas empresas rodoviárias dos 17 concelhos que compõem a AMP, com acepção da STCP que sendo operador interno não vai a concurso, e estarem integradas no sistema intermodal Andante.
A idade média de frota não pode ser superior a 14 anos no início da operação e não deverá ultrapassar os 8 anos no final do período de concessão que será de 7 anos.
Todos os autocarros terão sistema GPS que será monitorizado pela empresa a constituir pela AMP e que ficará responsável pela fiscalização e cumprimento das normas do concurso, bem como do sistema de bilhética atualmente a cargo dos TIP (Transportes Intermodais do Porto).

05/01/2020

TST com alteração de horários e supressão de carreiras

facebook.com/transportesonline
A TST vai implementar a partir de amanhã alteração ao horário de diversas carreiras, que em termos práticos resulta numa diminuição da oferta existente em alguns eixos.

As principais alterações incidem nas carreiras 101, 107, 120, 133, 160, 162, 169, 176, 191, 203, 207, 211, 222, 223, 228, 229, 240, 243, 317, 318, 333, 431, 432, 435, 437, 453, 454 e 565. 
A carreira 191 passa a ter o seu início/términus na estação ferroviária de Corroios.
A carreira 101A, ligação direta entre Cacilhas e o Cristo Rei será suprimida. Tal como as carreiras 168 Lisboa (Praça de Espanha) - Torre da Marinha (via Amora), 260 Lisboa (Praça de Espanha) - Sesimbra (via Laranjeiro) e 563 rápida entre Cacilhas e Setúbal.

A alternativa à carreira 101A é a carreira 101. Quanto à alternativa da carreira 168 agora extinta, são as carreiras 114: Cacilhas - Paio Pires (Centro) e 195: Pinhal Conde da Cunha - Terminal Fluvial do Seixal. Se o destino for a estação dos Foros da Amora recomendasse a utilização das carreiras 112, 195 e 2A.
Como alternativa à carreira 260, recomendasse a carreira 203: Cacilhas - Sesimbra, e a carreira 207: Lisboa (Praça de Espanha) - Sesimbra (via AE).

No que respeita à carreira 583, a principal alternativa é a carreira 783: Setúbal - Cacilhas, Fertagus e Metro Sul do Tejo.


Atualização!

Responsáveis da TST e da Área Metropolitana de Lisboa (AML) reunidos esta tarde chegaram a um acordo que permite a reposição das carreiras 260, 333 e 583. Quanto aos restantes horários, responsáveis da AML, da TST e das respetivas Câmaras Municipais irão reunir nas próximas semanas para decidirem que medidas serão tomadas.

Notícia atualizada às 18:03h de dia 6 Jan'20!





01/01/2020

Cascais com autocarros gratuitos a partir de hoje

facebook.com/transportesonline
autocarro da Scotturb
Cascais tem autocarros gratuitos a partir de hoje. Durante este mês qualquer cidadão pode utilizar livremente os autocarros que operam exclusivamente dentro do concelho. Já a partir do próximo mês, só residentes, trabalhadores e estudantes do concelho registados na plataforma MobiCascais podem aceder gratuitamente.

O programa ambicioso que torna Cascais a primeira cidade urbana do país com acesso gratuito à rede de autocarros, terá um custo estimado de 12 milhões de euros anuais, financiados em cerca de 40% por receitas do estacionamento, e o restante pelas receitas do Imposto único de Circulação.
Por agora apenas os autocarros que operam exclusivamente dentro do concelho estão abrangidos, mas a Câmara já está a negociar com a CP para que o comboio dentro do concelho seja de acesso gratuito.

As carreiras abrangidas pela medida são:
-Todas as carreiras MobiCascais;
-Scotturb: 400 Giro Cascais, 401 Giro Paredes, 402, 404, 405, 406, 407, 408 BusCas Alvide, 409, 411, 413, 414, 415, 419, 423, 427 BusCas Cascais, 461, 462, 464, 475, 488 BusCas Parede e 490.

De acordo com a Scotturb continua a ser obrigatória a posse de título de transporte válido como passe. Para quem não tenha passe, de forma a usufruir da gratuitidade deverá solicitar a emissão de um bilhete gratuito.

Como beneficiar dos autocarros gratuitos em Cascais?

facebook.com/transportesonline
imagem: C.M. Cascais
Para beneficiar da gratuitidade das carreiras municipais em Cascais deve ser portador do cartão VIVER CASCAIS. Para isso, deverá registar-se na plataforma MobiCascais, criar o registo e confirmar no email. Após registo e confirmação, necessita de uma fotografia e pagamento de 7€ para a emissão do cartão, podendo receber o cartão em casa mediante pagamento de portes de envio, ou efetuar o levantamento numa Loja Cascais.
Até ao dia 15, só os residentes podem efetuar o pedido, sendo alargado a partir desta data a trabalhadores e estudantes do concelho. Para além disso, pode utilizar o cartão VIVER CASCAIS para carregar outros títulos de transporte da Área Metropolitana de Lisboa à semelhança do cartão Lisboa Viva evitando desta forma, a necessidade de utilizar dois cartões distintos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search