30/12/2015

O ano 2015 em revista

Janeiro
  • 6: National Express é excluida do Concurso Público para subconcessão STCP;
  • 8: Governo aprova nova administração da Transportes de Lisboa;
  • 16: Administração da STCP aprova subconcessão ao consórcio TMB/Moventis;
  • 19: CP implementa novos horários e redução de comboios na Linha de Cascais.
Fevereiro
  • App Meo Taxi é alargada a mais cidades portuguesas;
  • Governo acaba com AMT's e alarga passe social+ a todo o país;
  • 26: Governo aprova lançamento Concurso Público Internacional para subconcessão da Carris e Metro de Lisboa.
Março
  • 18: nasce a Marca "Transportes de Lisboa" que reúne Carris, Metro de Lisboa, Transtejo e Soflusa;
  • 23: Lançado Concurso Público Internacional para subconcessão da Carris e Metro de Lisboa;
  • 26: easyJet inaugura base aérea no Porto.
Abril
  • Câmara de Aveiro aprova Concurso para concessão da MoveAveiro;
  • 23: TMB/Moventis assina contrato com governo para subconcessão do Metro do Porto.
Junho
  • Vinci passa a disponibilizar wi-fi gratuito em todos os aeroportos nacionais;
  • Governo desiste de privatizar Carristur;
  • Rodoviária de Lisboa passou a disponibilizar internet grátis nas carreiras diretas;
  • 11: Governo atribui privatização de 61% do capital da TAP ao consórcio Gateway;
  • 14: CP implementa novos horários;
  • 19: Avanza vence subconcessão da Carris e Metro de Lisboa;
  • 26: Iniciativa "Move Porto": Metro 24 horas ao fim-de-semana está de regresso ao Metro do Porto.
Julho
  • 1: Táxis com matriculas inferiores a 1992 estão proibidos de circular na baixa de Lisboa;
  • Câmara de Guimarães prorroga por 5 anos contrato com os TUG;
  • Intercidades da Linha do Norte e da Linha da Beira Baixa passam a disponibilizar internet wifi a bordo.
Agosto
  • 5: Câmara de Aveiro lança Concurso para a concessão da MoveAveiro;
  • Avanza perde concessão da Corgobus para a RodoNorte;
  • Governo anuncia que subconcessão da STCP e Metro do Porto será feito por ajuste direto.
Setembro
  • 4: Alsa e Transdev ganham subconcessão da STCP e Metro do Porto respetivamente;
  • Câmaras Municipais do Barreiro e da Moita estabelecem protocolo para o prolongamento dos TCB ao município da Moita;
  • 21: Rodinhas passa a disponibilizar transporte gratuito de bicicletas,
  • Transcunha vence operação para transportes de Viana do Castelo.
Outubro

  • 1: CP Lisboa passou a aplicar multa a  passageiros com assinatura mensal, que não validem o passe;
  • 26: Zapping chega à Fertagus e Metro Sul do Tejo;
  • 27: Transdev e Alsa assinam contratos de subconcessão respetivamente com o Metro do Porto e STCP.
Novembro
  • Câmara de Aveiro anula Concurso para concessão da MoveAveiro;
  • 11: Assinado acordo de privatização de 61% do capital da TAP com o consórcio Atlantic Gateway;
  • Passa a ser possível percorrer virtualmente através do Google Maps várias linhas da CP;
  • 27: Parlamento aprova anulação da subconcessão dos Transportes de Lisboa e Porto;
  • 28: Reabre Museu do Carro Elétrico da STCP.


29/12/2015

Transportes de Lisboa e Porto sem aumentos em 2016

www.facebook.com/transportesonline
elétrico da Carris - carreira 28
Os transportes de Lisboa e Porto têm aumento zero em 2016. A decisão tomada pelo governo à semelhança do que aconteceu no ano passado, mantém os preços nas transportadoras públicas de transportes de Lisboa e Porto.

Na base desta decisão está o decréscimo do preço do barril do petróleo nos mercados internacionais, bem como o valor da inflação. Para além disso, o governo argumenta com a necessidade de promover o transporte público pelo que, os preços praticados na Carris, Transtejo, Soflusa, Metro de Lisboa, Metro do Porto, STCP, e comboios suburbanos de Lisboa e Porto não sofrem qualquer aumento.

23/12/2015

Metro do Porto em operação contínua no Ano Novo

youtube.com/c/transportesonline
O Metro do Porto como tem sido habitual em anos anteriores vai estar em funcionamento non-stop na noite de passagem de ano em todas as linhas, excepto na linha E que serve o aeroporto. O Metro irá circular com maior frequência de passagens, com mais veículos duplos em operação.

Nas linhas A e D entre as 20h de dia 31 e as 3h de dia 1 a frequência de passagem será de 10 minutos, e de 15 minutos a partir dessa hora. Nas linhas B e C entre as 20h e as 3h a frequência de passagem será de 30 minutos, e na linha F de 20 minutos. A partir das 3h,  nas linhas B e C passa para uma frequência de 60 minutos e na linha F para uma frequência de 30 minutos.

Durante o dia 1, todas as linhas funcionam com um horário especial. Nas linhas A e D a frequência será de 15 minutos, e nas restantes linhas 30 minutos.


Metro no Natal até às 21h

Na véspera de Natal o Metro irá funcionar até às 21h com as últimas partidas a efetuarem-se:

  • Linha A - sentido Estádio do Dragão - 20h50h;
  • Linha A - sentido Sr. de Matosinhos - 20h55;
  • Linha B - sentido Póvoa de Varzim - 20h50;
  • Linha B - sentido Estádio do Dragão - 21h;
  • Linha C - ambos sentidos - 21h;
  • Linha D - sentido Santo Ovídio - 20h55;
  • Linha D - sentido Hosp. S. João - 21h;
  • Linha E - sentido Fânzeres - 20h30;
  • Linha E - sentido Aeroporto - 21h05;
  • Linha F - sentido Aeroporto - 20h35;
  • Linha F - sentido Sra. da Hora - 20h55.
No dia 25 as linhas A e D funcionam com uma frequência de passagem de 15 minutos, e as restantes linhas com uma passagem a cada 30 minutos.

16/12/2015

Greve suburbanos da CP no Natal e Ano Novo

facebook.com/transportesonline
Por motivo de greve convocado pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores Ferroviários, prevêm-se fortes perturbações nos dias 25 Dezembro e 1 de Janeiro, bem como nas noites de dia 24 e 31 de Dezembro, e manhã de 26 Dezembro e 2 de Janeiro nos comboios urbanos de Lisboa e Porto, e pontualmente nos comboios regionais. No Alfa Pendular e Intercidades não se prevê qualquer perturbação na oferta.

Por decisão do Tribunal Arbitral, realizam-se os seguintes serviços mínimos:






06/12/2015

Greve parcial Metro de Lisboa

A FECTRANS, sindicato representativo dos maquinistas do Metro de Lisboa entregou um pré-aviso de greve para as três primeiras horas de cada turno dos maquinistas entre 9 e 14 de Dezembro.


O pré-aviso de greve deverá condicionar os comboios do metro da capital entre as 6:30h e a 1h, não havendo por enquanto serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral.


Atualização!

Greve desconvocada

Greve parcial anunciada para o período de 9 a 14 de Dezembro, foi desconvocada!


Atualizado às 16:33h de dia 7 Dez'15

29/11/2015

Supressão Carreiras na Ligação do Barreiro

No início da manhã de segunda feira, dia 30 de novembro, por motivo de absentismo por parte de trabalhadores Soflusa, prevê-se a supressão das seguintes carreiras na ligação fluvial Barreiro – Terreiro do Paço: 

Barreiro – Terreiro do Paço: 
7h20m 
8h10m 
9h00m 

Terreiro do Paço > Barreiro: 
7h45m 
8h35m

in: carris.transporteslisboa.pt

28/11/2015

Museu do Carro Elétrico da STCP reabre hoje

facebook.com/transportesonline
Após três anos de intervenções, reabre hoje o Museu do Carro Elétrico da STCP, que se situa na Av. Basílio Teles, na antiga Central Termoelétrica de Massarelos.

facebook.com/transportesonline
No ano em que comemora 100 anos, a Central Termoelétrica de Massarelos que serve de Museu ao espólio da STCP, reabre hoje depois de uma intervenção profunda no edificio, e um trabalho profundo de restauração dos antigos equipamentos.
O Museu do Carro Elétrico da STCP alberga 26 elétricos que serviram a companhia ao longo da sua história, num renovado espaço mais interativo e acolhedor para os visitantes, com novos recursos e novas tecnologias que ajudam a contar a evolução dos transportes na cidade do Porto dos últimos 140 anos.

27/11/2015

Partidos da esquerda anulam subconcessão dos transportes

Todos os partidos de esquerda aprovaram na generalidade esta tarde no Parlamento, os diplomas que revertem a subconcessão do Metro de Lisboa e Porto, Carris e STCP.

Apesar de já estarem assinados os processos de subconcessão entre o Estado português e os subconcessionários, falta o visto final do Tribunal de Contas (TC) e Autoridade da Concorrência (AdC), que impede que os subconcessionários iniciem as operações de subconcessões.
Os diplomas aprovados esta tarde na Assembleia da República revertem todo o processo, apesar de faltar a aprovação na especialidade.
Neste processo, também o Metro do Porto cuja operação e manutenção sempre esteve a cargo de empresas concessionárias desde a entrada em funcionamento em Dezembro de 2002, deverá passar para a tutela direta do Estado. O atual contrato com o Grupo Barraqueiro, que terminou em Dezembro de 2014, e tem sido prorrogado ao longo de 2015 enquanto se lançava o Concurso Público Internacional para atribuir a operação ao novo subconcessionário ganho pela Transdev, foi prolongado até Fevereiro de 2016, pelo que a partir desta data deverá ser o Estado que diretamente irá operar a rede de metro.

25/11/2015

Novo governo poderá reverter processo de subconcessões

facebook.com/transportesonline
autocarro ao serviço da Carris
O novo governo poderá vir a reverter o processo de subconcessões dos transportes de Lisboa e Porto, nomeadamente os contratos de exploração das redes da Carris e Metro de Lisboa com os espanhóis da Avanza, da STCP com os britânicos da Alsa, e do Metro do Porto com a Transdev.

Os respetivos contratos de subconcessão já foram assinados entre o Estado português e as empresas subconcessionárias, mas falta ainda o visto do Tribunal de Contas e da Autoridade da Concorrência.
Apesar de assinados os contratos, o visto final do TC e da AdC impede os subconcessionários de assumirem o controlo das empresas. Ainda esta semana, o TC devolveu à Carris e Metropolitano de Lisboa os contratos pedindo esclarecimentos às empresas sobre pontos do processo.
Com o visto do TC e AdC, qualquer anulação dos contratos obriga o Estado português a indemnizar não só os vencedores dos respetivos Concursos Públicos Internacionais, mas todos os concorrentes no processo. Sem este visto, apesar de assinados os contratos, obriga apenas o Estado a devolver às empresas vencedoras para a subconcessão das cauções entretanto pagas às empresas públicas.
O programa do XXI Governo Constitucional do Partido Socialista com o apoio dos partidos de esquerda que toma posse amanhã, prevê anular estes concursos, não sendo conhecida formalmente se continuará a ser o Estado a gerir as empresas, ou se estas passarão para as mãos das autarquias como reivindicam os autarcas de Lisboa e Porto.

16/11/2015

Já é possível percorrer várias linhas de comboios portuguesas através do Google Maps

Já é possível percorrer virtualmente as linhas de Cascais, Sintra, Douro, Norte e Oeste. São mais de 700 km's de imagens recolhidas pela Google, em colaboração com a CP e as Infraestruturas de Portugal.
As imagens agora disponibilizadas através desta plataforma, podem ser integralmente percorridas em vários dispositivos com o sistema da Google Maps instalado.

Viage aqui na:



12/11/2015

Foi assinado documento de privatização da TAP

facebook.com/transportesonline
Foi hoje assinado documento de privatização de 61% do capital da TAP ao consórcio Gateway de David Neeleman e Humberto Pedrosa. A TAP irá receber no imediato 150 milhões de euros, a que se juntam mais 130 milhões que vão entrar em caixa até Junho de 2016.
Do acordo de privatização da companhia, existe obrigação do privado em manter as rotas estratégicas para os países de língua oficial portuguesa, e manter a base operacional e a sede da companhia em Portugal, no mínimo para os próximos 10 anos.

Os novos acionistas da TAP vão adquirir no imediato 53 novos aviões, dos quais 15 A330-900NEO, 15 A320NEOS, e 24 A321NEOS. Entretanto, Neeleman prometeu bilhetes mais baratos nos vôos regulares, fazendo com que a TAP possa concorrer diretamente com as companhias low-cost. Para já, a empresa disponibilizou bilhetes a 39€ para vários destinos.

Em estudo, está igualmente a possibilidade da TAP poder vir a assegurar uma ligação Lisboa-Porto, e Porto-Lisboa por hora.

02/11/2015

Câmara de Aveiro anula concurso da MoveAveiro

A Câmara Municipal de Aveiro anulou o concurso para a concessão dos serviços da MoveAveiro porque nenhuma proposta cumpriu as exigências do caderno de encargos. Ao concurso público concorreram duas entidades: a Rodonorte e a Zapveloz, sendo que esta última não tem referências conhecidas. O presidente da autarquia, Ribau Esteves, afirmou na reunião pública extraordinária da câmara que um dos concorrentes não entregou o projeto de requalificação do centro coordenador de transportes, que é uma das condições, enquanto o outro entregou a proposta fora de prazo.
Na sequência da desta anulação, a Câmara Municpal de Aveiro decidiu lançar um novo concurso para a concessão, tornando o caderno encargos mais atrativo, designadamente com o aumento de 50 cêntimos para 60 cêntimos por cento no valor de comparticipação de quilómetros e passará a contabilizar os percursos em vazio, assim como a garantia de entrega dos veículos ou embaracações não substituídos durante a vigência da concessão ao concedente. Os autocarros adquiridos durante a concessão terão uma nova fórmula de cálculo do seu valor e no caso de existirem financiamentos por leasing, o concedente tomará a posição do concessionário no contrato, deduzindo o valor do capital em dívida. Além disso, o investimento exigido no centro coordenador de transportes diminuiu de 500 mil para 400 mil euros. Os ganhos estimados na concessão baixam de 1,4 milhões de euros para 1,1 milhões de euros. 
O presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Ribau Esteves, entende que a concessão da MoveAveiro "continua a ser uma boa solução, sólida, importante em termos financeiros. Esperamos ter em janeiro uma boa proposta para adjudicar".

in: transportesemrevista.com de 02/Nov.'15

29/10/2015

TCB apresentam novo site e informação das carreiras em tempo real

youtube.com/ipsisnet
Os Transportes Colectivos do Barreiro (TCB) apresentaram o seu novo site institucional disponível em www.tcbarreiro.pt com informação em tempo real sobre as carreiras de autocarros, horários e posição dos veículos de cada carreira.
Os TCB também criaram um espaço pessoal no site onde permite o utilizador pedir e enviar informações aos serviços dos TCB, criar rotas favoritas e guardar informação sobre cada carreira e paragem. Está disponível igualmente, uma app para Android e iOS com as mesmas funcionalidades do site.
Futuramente serão instaladas nas paragens com maior movimento painéis eletrónicos com informação do tempo de espera, e implementados formas de pagamento e aquisição de bilhetes mais fáceis e próxima dos utentes.

27/10/2015

Transdev e Alsa assinam hoje contratos de subconcessão

facebook.com/transportesonline
A Transdev e Alsa assinam hoje respetivamente os contratos de subconcessão do Metro do Porto e STCP.

Os vencedores da subconcessão dos transportes do Porto depois relançado o Concurso Público Internacional, assinam hoje os respetivos contratos de subconcessão que irá vigorar nos próximos 10 anos.
A Barraqueiro que lidera o consórcio que atualmente gere o Metro do Porto deverá abandonar a empresa no final do ano, sendo que os novos subconcessionários deverão entrar nas empresas no inicio do novo ano.

26/10/2015

Zapping chega à Fertagus e Metro Sul do Tejo

O Zapping chega à Fertagus e Metro Sul do Tejo a partir de hoje.

O título de transporte que é uma espécie de porta-moedas que pode ser utilizado em diferentes operadores sendo retirado ao saldo do cartão o respetivo preço do bilhete passa a ser utilizado no Metro Sul do Tejo e Fertagus. Quanto ao Metro Sul do Tejo basta aproximar o cartão 7 Colina/Viva Viagem ou Lisboa Viva ao validador para ser debitado o valor da viagem. No que respeita à Fertagus, deverá ser selecionado previamente nas máquinas de venda a origem e destino da viagem, e depois validar junto de uma máquina de validação disponíveis nas estações.
A partir de agora mudam também as condições de utilização do cartão. Acabam os bónus por carregamento, e o montante mínimo inicial de carregamento passa a ser de 3€, podendo ficar acumulados no cartão um máximo de 40€. A partir do carregamento inicial, são válido carregamentos múltiplos de 5€.

Consulte aqui as condições de utilização nos operadores aderentes!

17/10/2015

Perturbações no serviço da Carris entre 18 e 24 de Outubro

facebook.com/transportesonline
Entre 18 e 24 de Outubro prevêem-se perturbações diárias no serviço regular da Carris por motivos de um pré-aviso de greve apresentado por um Sindicato representativo dos trabalhadores da carris.
A Transportes de Lisboa salienta que tudo fará para minimizar os impactos que possam vir a surgir neste período.

16/10/2015

Rodoviária de Lisboa pode vir a abandonar passes sociais

youtube.com/ipsisnet
A Rodoviária de Lisboa pode vir a abandonar a participação no sistema de passes sociais da Área Metropolitana de Lisboa.

A Barraqueiro, acionista da Rodoviária de Lisboa admitiu que a empresa pode vir a abandonar a participação no sistema de passes sociais da Área Metropolitana de Lisboa caso o diploma aprovado em 2013 pelo governo que regulava a distribuição das receitas entre os diferentes operadores de transporte não seja aplicado.
A Barraqueiro reclama 13,4 milhões de euros para a Rodoviária de Lisboa referente aos anos de 2012 e 2013 pela não aplicação do diploma que tinha efeitos retroactivo precisamente aos anos de 2012 e 2013.
A Barraqueiro refere que 80% dos passageiros da Rodoviária de Lisboa utilizam o passe social, e que compete ao Estado e não aos operadores pagar para assegurar aos clientes a participação no passe social, pelo que critica as entidades que referem que a RL tem sido beneficiada na distribuição das receitas. Para Humberto Pedrosa presidente da Barraqueiro, a RL está a ser prejudicada e não beneficiada dado que o referido acordo com o Estado se estivesse a ser aplicado a RL iria receber mais dinheiro, pelo que admite vir a sair do sistema de passes sociais a curto prazo se a situação não for ultrapassada.

24/09/2015

Transcunha ganha transportes de Viana do Castelo

A empresa Transcunha assegurou a concessão, durante um período de dez anos, do transportes urbanos de Viana do Castelo. O contrato foi assinado, ontem, com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e prevê a criação de novos circuitos urbanos que irão servir novas centralidades e que terão mais 16 quilómetros em relação à rede anterior. De acordo com a autarquia “o novo contrato apresenta novos circuitos, nomeadamente a ligação entre Monserrate e Amorosa; ligação ao Bairro do Malhão; ligação da EN13 até ao viaduto de Carreço; um circuito interno pela freguesia da Meadela; um circuito interior pelo Cais Novo e pelo casco histórico da vila e ainda a ligação à escola C+S Carteado Mena”. Uma das grandes novidades da concessão é a introdução de um autocarro elétrico na rede, que vê aumentada a população servida a 5 minutos (330 metros) e a 10 minutos (660 metros), sendo os horários entre as 07H00 e as 01H00, com uma frequência de passagem de 30 minutos. O preço dos bilhetes oscilará entre um 1 euro e 1.35 euros, e os passes entre os 19 euros e os 25.90 euros. A empresa concessionária vai praticar ainda tarifas com 40 por cento de desconto para reformados e pessoas com mobilidade reduzida e vai disponibilizar passes flexíveis, onde o utente é que traça o circuito mais conveniente. Para menores de 12 anos, o desconto é de 50 por cento, sendo criado “O Único” na frota da rede urbana e interurbana.
“Bilhética sem contacto e a tarifa mais baixa do país (menos 34 por cento nos passes e menos 24 por cento nos bilhetes) são outras das garantias da empresa vencedora do concurso de concessão, que apresentava como critérios a qualidade da frota, as instalações da operadora, o tarifário e os sistemas de inovação tecnológica do serviço”, refere a autarquia. 

in: transportesemrevista.com de 24 Set'15

Bicicletas vão ser temporariamente proibidas em algumas ligações da Transtejo

Bicicletas vão ser temporariamente proibidas em algumas ligações da Transtejo, exeto na ligação entre Trafaria/Porto Brandão/Belém.

Motivos de segurança detetados na frota da Transtejo, condicionam o transporte de bicicletas que a partir de 2ª-feira passa a estar proibido nestas ligações, pelo menos de forma temporária assegura a Transportes de Lisboa. A empresa já está a trabalhar em medidas de segurança que possibilitem o transporte de bicicletas nos navios da empresa, o mais breve possível.

Atualização: Transtejo recua na proibição de transporte de bicicletas.

Face à contestação feita por diversas associações, e autarquias abrangidas pelas carreiras fluviais, a Transportes de Lisboa procedeu à revogação da medida até implementar medidas de segurança nas suas embarcações.

noticia atualizada às 20:47h!

23/09/2015

Assinado contrato de subconcessão da Carris e Metro de Lisboa à Avanza

youtube.com/ipsisnet
Foi hoje assinado o contrato de subconcessão da Carris e Metro de Lisboa ao grupo espanhol Avanza.

O vencedor do Concurso Público Internacional para a subconcessão da Carris e Metro de Lisboa para os próximos 8 anos, assinou hoje com o governo português o contrato de subconcessão que prevê de acordo com as regras do concurso um custo de 1075 milhões de euros no conjunto das duas empresas ao longo da vigência do contrato, o que representa uma poupança face aos encargos atuais de 225 milhões de euros. Para além disso, o novo subconcessionário terá de investir de imediato em novos autocarros para a Carris, para substituir os atuais autocarros com cerca de 20 anos, e ao longo dos próximos anos mais viaturas para substituir os atuais autocarros adquiridos no inicio do século. Para além disso, o subconcessionário não pode fazer aumentos tarifários acima do valor de inflação.
O contrato terá no entanto, de ser apreciado pelo Tribunal de Contas para entrar em vigor. Prevê-se que a Avanza venha a assegurar a operação das duas empresas no inicio de 2016.

21/09/2015

Rodinhas permite transporte de bicicletas

O serviço Rodinhas permite o transporte gratuito de bicicletas a partir de hoje.

Inserido nas comemorações da Semana Europeia da Mobilidade, o serviço Rodinhas da Rodoviária de Lisboa que percorre as ruas mais congestionadas entre a Portela e Moscavide, vai permitir o transporte de bicicletas de forma gratuita.
Até 30 de Setembro, também será gratuita a viagem de quem se fizer acompanhar de bicicleta.

18/09/2015

TCB vão chegar à Moita

youtube.com/ipsisnet
Os Transportes Colectivos do Barreiro (TCB) vão chegar à Moita em Dezembro.

As carreiras 1 e 2 vão chegar às freguesias de Baixa da Banheira e Alhos Vedros no concelho da Moita a partir de Dezembro. O acordo entre a Câmara do Barreiro que tutelam os TCB, e a Câmara da Moita vão permitir a extensão das duas carreiras ao concelho vizinho. A Câmara da Moita compromete-se a comparticipar de forma proporcional nos custos do alargamento das duas carreiras permitindo a continuidade dos passes "Jovem", "3ª idade", e "+80", bem como o valor dos títulos ocasionais. Outra parte do financiamento virá das receitas próprias proveniente da procura que o alargamento das carreiras originará.

17/09/2015

Greve parcial Soflusa dias 21, 22 e 23 de Setembro

Nos próximos dias 21, 22 e 23 de Setembro por iniciativa de diversas estruturas sindicais representativas dos trabalhadores da Soflusa, verificar-se-ão constragimentos na carreira fluvial entre Lisboa e o Barreiro, e Barreiro e Lisboa. Por decreto do Tribunal Arbitral realizam-se as seguintes ligações:

imagem: transporteslisboa.pt


10/09/2015

CP vai passar a multar quem não valida o passe

facebook.com/transportesonline
A CP Lisboa vai passar a multar os passageiros de assinatura mensal válida que não valida o passe antes da viagem.

Tal como acontece na CP Porto, os passageiros que tenham passe mensal válido, mas que não validam o respetivo cartão de passe podem ser multados, tal como se não tivessem qualquer título de transporte. A medida é posta em prática por causa do modelo de repartição de receitas. As receitas provenientes da bilheteira é repartida entre os operadores de acordo com o número de quilómetros e de passageiros transportados. Por exemplo, um portador de assinatura mensal válido em vários operadores de transportes quando valida o passe num determinado operador, esse operador vai receber uma parte da receita proporcional ao número de viagens realizadas. Se um passageiro fizer mais validações na CP, então a CP irá receber mais que os outros operadores que também transportaram aquele passageiro de acordo com o número de validações. Se um passageiro usa comboio e um operador privado, mas só valida no operador privado, só aquele operador irá ganhar a receita do passe, embora o cliente também tenha andado de comboio.
Por enquanto, a CP lançou uma campanha de informação alertando para a necessidade de validar o passe mensal em cada viagem, tal como acontece com títulos ocasionais. A partir de 1 de Outubro, os passageiros sem título de transporte validado incorrem em multa.

Saiba mais aqui!
imagem: www.cp.pt

07/09/2015

Metro Sul do Tejo dá 25% de desconto na assinatura mensal a estudantes

facebook.com/transportesonline
A Metro Sul do Tejo lançou uma campanha de 25% de desconto na assinatura mensal de Setembro para estudantes dos concelhos de Almada e Seixal onde opera o metro.

A campanha abrange um universo de 55 mil alunos dos dois concelhos, e insere-se no mês que se assinala o regresso às aulas, e onde por natureza as famílias gastam mais dinheiro com a compra de livros e materiais escolares. Entre 10 de Setembro e 10 de Outubro, os clientes abrangidos pela campanha deverão dirigir-se a uma bilheteira com atendimento e fazer prova da situação de estudante e de residência nos concelhos de Almada ou Seixal.

06/09/2015

Greve parcial Transtejo

Dias 7 e 8 poderá haver constrangimentos para os utilizadores das carreiras fluviais da Transtejo devido a uma greve parcial convocada por diversas estruturas sindicais.

Segue o esquema das carreiras que irão assegurar a travessia fluvial:

in: transporteslisboa.pt



04/09/2015

Alsa e Transdev ganham subconcessão da STCP e Metro do Porto

A Alsa e Transdev ganham subconcessão da operação respetivamente da STCP e Metro do Porto.

Prorrogado o Concurso Público para apresentação de proposta para a subconcessão da STCP e Metro do Porto que terminou ontem, foram apresentadas 7 propostas: 3 para operação da STCP, outras 3 para a subconcessão do Metro, e uma proposta da Barraqueiro para a operação conjunta da STCP e Metro. Os outros operadores que apresentaram propostas foram a Transdev, a Alsa e a Gondomarense.

Hoje, a Secretaria de Estado dos Transportes confirmou que dos interessados a espanhola Alsa, do grupo britânico National Express fica com a operação da STCP, e a Transdev com o Metro. Quanto à Alsa que pertence ao grupo britânico National Express, foi um dos concorrentes a par do consórcio catalão TMB/Moventis para a subconcessão da STCP no ano passado. Porém, como apresentou a proposta fora de prazo a subconcessão acabaria por ser entregue aos catalães por representarem a única candidatura válida. Quanto aos franceses da Transdev, que já detiveram a concessão do Metro do Porto entre 2003 e 2010, regressam depois do consórcio liderado pela Barraqueiro operar a rede do metro nos últimos 5 anos.
Ambas subconcessões são válidas por 10 anos, e representam segundo o governo, uma poupança face à proposta apresentada pelos catalães que desistiram da subconcessão das empresas.
Segue-se agora o visto da Autoridade da Concorrência e do Tribunal de Contas, sendo que os candidatos devem assumir formalmente o controlo da STCP e Metro no inicio de 2016. Até lá, a Barraqueiro vai continuar a gerir o Metro.

31/08/2015

Metrobus poderá ser solução para Metro do Mondego

O Governo apresentou à Comissão Europeia uma solução para o Sistema de Mobilidade do Mondego (Metro do Mondego), que consiste num Metrobus. Definida pelo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduro, uma solução alternativa “metropolitana rodoviária”, que poderá beneficiar de financiamento através de fundos comunitários. O responsável adiantou à agência Lusa que o estudo desenvolvido pelo LNEC "está praticamente concluído e que será apresentado nos próximos dias, mas que já existem conclusões preliminares". Sem avançar detalhes, Poiares Maduro garantiu que não se trata de um normal autocarro elétrico: "É uma coisa diferente, as pessoas julgam que é um autocarro normal e não é. Do ponto de vista de funcionamento e de acessibilidade para as pessoas não é diferente do metro", afirmou.
O ministro adiantou que o estudo do prevê a inclusão da zona urbana de Coimbra na solução a ser adotada e não apenas a ligação entre aquela cidade e os municípios de Miranda do Corvo e Lousã, "para garantir a sustentabilidade global do projeto" do Metro Mondego.
Caso seja adotada, a solução Metrobus permitirá manter e utilizar os investimentos já realizados no projeto, não os desperdiçando: "É isso que entendemos que pode levar a que, realmente, a Comissão Europeia aceite que fundos europeus possam ser utilizados para financiar esta solução", disse Poiares Maduro à Lusa.
O ministro lembrou que a Comissão Europeia (CE) "tinha recusado financiar com fundos europeus o sistema de mobilidade original, constituído por um metropolitano sobre carris, considerando-o "inaceitável por não ser minimamente sustentável, minimamente viável". Nas negociações com Bruxelas, o Governo conseguiu que a CE "aceitasse a possibilidade de poderem vir a ser utilizados fundos europeus para financiar o Sistema de Mobilidade do Mondego, desde que Portugal apresentasse uma solução alternativa e demonstrasse a sua sustentabilidade económica e financeira" e que essa sustentação estivesse assente num estudo técnico "credível e independente".

in: transportesemrevista.com de 31 Ago'15

28/08/2015

Autocarros de Madrid passam a disponibilizar carregadores para telemóveis

youtube.com/ipsisnet
Parte da frota de autocarros de Madrid vai passar a disponibilizar entradas USB no interior dos autocarros que  permitem o carregamento de dispositivos móveis.

A EMT, empresa que gere a rede de autocarros da capital espanhola, está a instalar num total de 155 autocarros 3 carregadores USB com 5 entradas cada, que permitem o carregamento simultâneo de vários equipamentos móveis, como smartphones e tablets. Neste momento, já estão em operação 5 veículos dotados com este sistema, ao mesmo tempo que estão a ser instalados noutros 150 autocarros o mesmo sistema.

25/08/2015

STCP e Metro do Porto vão ser subconcessionadas por ajuste direto

facebook.com/transportesonline
O processo de subconcessão da STCP e Metro do Porto vai ser feito por ajuste direto.

Depois de fracassado o processo de subconcessão das duas empresas ao consórcio catalão vencedor do Concurso Público Internacional lançado em Agosto de 2014, formado pela TMB/Moventis por falta de entrega de garantias bancárias, o Ministério da Economia mandou a administração da STCP/Metro para contactar as 24 empresas que mostraram interesse aquando do lançamento do Concurso para apresentarem uma proposta dentro dos mesmos moldes do caderno de encargos. Havendo interessados, a operação da STCP e Metro do Porto poderá ser entregue ao novo subconcessionário por ajuste direto, tendo em conta, segundo o Ministério da Economia, o interesse económico e financeiro das empresas, e a necessidade de renovação da frota da STCP. O lançamento de um novo Concurso, iria atirar a decisão para 2016.

14/08/2015

Vai ser lançado um novo concurso para a subconcessao da STCP e Metro do Porto


youtube.com/ipsisnet

Vai ser lançado um novo concurso para a subconcessão da STCP e Metro do Porto. O consórcio catalão TMB/Moventis em Portugal constituído como TCC falhou na entrega da garantia bancária necessária para formalizar a assinatura do contrato de subconcessão da STCP, no seguimento do Concurso Público Internacional lançado em Agosto do ano passado. 

A TCC que ganhou os dois Concursos lançados para a subconcessão da STCP e Metro do Porto respetivamente, chegou a assinar em Abril passado o contrato para assegurar a operação do Metro do Porto para os próximos 10 anos, e que deveria ter iniciado no início deste mês. Todavia, a falta de assinatura do contrato referente à STCP, apesar de se tratar de um contrato distinto do da Metro, e falta de garantia bancária, levou o Estado a cancelar o processo de subconcessão da STCP, e a rescindir o contrato do Metro assinado em Abril passado com a TCC. Entretanto, o governo vai mandatar a administração das empresas o lançamento de um novo Concurso Público Internacional com vista à subconcessão das empresas. Por agora, à semelhança do que tem vindo a suceder desde Janeiro deste ano, o Estado tem vindo a prorrogar o contrato com o consórcio Via Porto que terminou o contrato de concessão a 31 de Dezembro do ano passado, por períodos sucessivos de 3 meses até à entrada em cena do novo concessionário. 

05/08/2015

Câmara de Aveiro lança concurso para concessão da MoveAveiro

youtube.com/ipsisnet
A Câmara de Aveiro lançou hoje um Concurso Público a para concessão da MoveAveiro.

O Concurso Público prevê a concessão da rede de transportes da MoveAveiro que inclui autocarros e o serviço da MoveRia para S. Jacinto. O Concurso agora lançado tem como objetivo de acordo com a autarquia aveirense, melhorar a prestação do serviço e diminuir o défice financeiro da empresa. O Concurso prevê que a concessão seja entregue por um período de 15 anos, podendo ser extensível por mais cinco, e deverá ser entregue ao novo concessionário já no inicio de 2016.
A autarquia continuará a definir as regras de transporte da MoveAveiro, mas o concessionário terá de responder aos investimentos rodoviários e fluviais que a empresa carece, nomeadamente na aquisição de novas viaturas. Já o serviço de estacionamento e de partilha de bicicletas ficará na responsabilidade direta da autarquia.

Avanza perde concessão da Corgobus

youtube.com/ipsisnet
A Avanza, empresa que detém exploração dos transportes urbanos de Vila Real (Corgobus) perdeu a concessão para a RodoNorte.

O grupo espanhol concessionária da Corgobus há 11 anos viu prorrogado em Novembro passado pelo município de Vila Real, a concessão da empresa municipal de transportes até ao lançamento do novo concurso. Porém, o júri do concurso entretanto lançado atribui à RodoNorte a exploração da rede local de transportes para os próximos 11 anos.

A Avanza, empresa espanhola que em Junho ganhou a subconcessão da Carris e do Metro de Lisboa, está presente em Portugal desde 2004 com o inicio da exploração da rede da Corgobus lançada naquele ano e mais tarde com a concessão da Covibus, empresa de transportes da Covilhã.

23/07/2015

Intercidades com internet wifi gratis na Linha do Norte e da Beira Baixa

youtube.com/ipsisnet
O serviço internet wi-fi chegou aos comboios Intercidades que circulam na Linha do Norte e da Beira Baixa.

À semelhança do que já acontece nos comboios Alfa Pendular, a CP extendeu o serviço wifi ao Intercidades da Linha do Norte e da Beira Baixa, sendo que progressivamente será alargado ao Intercidades nas restantes linhas do país.
A progressiva concorrência entre o comboio e as transportadoras rodoviárias não só tem beneficiado os passageiros em termos de preço, mas também dos serviços prestados a bordo. Nas viagens longas, muitos clientes aproveitam o tempo de viagem para trabalhar. A internet que é cada vez mais indispensável quer em termos profissionais, como de lazer, tem sido um dos serviços que as empresas de transporte como a Rede Expressos, ou Citi Express têm vindo a apostar. Neste sentido, também a CP tem vindo a alargar a oferta no longo curso, embora ainda não existam planos para implementar o serviço nos comboios Regionais, InterRegionais e Urbanos.

11/07/2015

Câmara de Guimarães prorroga contrato com TUG

youtube.com/ipsisnet
A Câmara Municipal de Guimarães prorrogou por mais 5 anos o contrato de concessão do serviço de transporte urbano entre aos TUG, do Grupo Arriva.

A prorrogação do contrato é acompanhado por uma reorganização de horários, adaptando a oferta à procura registada nos últimos anos. Na prática, algumas linhas passam a ter uma frequência de 15 minutos em vez dos 10 minutos atualmente verificados em algumas linhas. Amadeu Portilha, vice-presidente da câmara vimaranense, defende que se vão poupar cerca de 600.000 km's e 780 mil toneladas de CO2. O autarca defende que estas alterações vão colmatar os tempos mortos registados sobretudo no centro da cidade, entre as chegadas e as partidas dos autocarros nas paragens terminais.

Autarcas do Minho defendem criação de uma rede de transportes regionais

As Câmaras de Guimarães, Braga, Famalicão e Barcelos admitem a criação de uma rede regional de transportes, através da implementação de uma Autoridade de Transportes regional, ou intermunicipal. O Novo Regime Jurídico dos Transportes passa para as mãos das autarquias, ou Comunidades Intermunicipais a competência na gestão e reorganização dos transportes.

É uma ideia embrionária, mas que a ser implementada muito contribuiria para a melhoria da rede de transportes da região, e inverter a tendência de quebra nos transportes públicos.

09/07/2015

STCP pode entrar em ruptura em Setembro

youtube.com/ipsisnet
A denúncia parte do Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes da Área Metropolitana do Porto (STTAMP): a partir de Setembro, com inicio do novo ano letivo e a reformulação de horários, os serviços da STCP podem entrar em ruptura. Em causa estão a falta de motoristas, há muito denunciada pelos sindicatos representativos dos trabalhadores.

Segundo diversos sindicatos, faltam 140 motoristas na STCP. Os níveis de incumprimento de horários têm batido valores recorde, com falta de autocarros que estão parados nas estações de recolha por falta de motoristas, o que leva a serviços não cumpridos face aos horários publicitados, e autocarros a circularem sobrelotados. Existem casos de agressões a motoristas pelo incumprimento horários, o que segundo os diversos sindicatos, têm levado a um aumento de pressão sobre os motoristas.
O Sindicato acusa a administração da STCP de nada fazer, e encaminhar a STCP para a ruptura total. Os incumprimentos de serviço leva à desconfiança por parte dos clientes, e por conseguinte, a perda de clientes: acusa o sindicato.
A STCP foi concessionada ao consórcio catalão TCC, na sequência do Concurso Público Internacional aberto no ano passado para a subconcessão da STCP e Metro do Porto. Porém, até à data ainda não foi assinado o contrato de subconcessão válido por 10 anos, nem está previsto qualquer data para a dita assinatura.

06/07/2015

Vai ser possível carregar Lisboa Viva com referência MB

A OTLIS, agrupamento de empresas que gere a bilhética na região de Lisboa, vai disponibilizar já este mês uma nova funcionalidade: vai ser possível adquirir um título de transporte através do portalviva.pt e completar a compra com pagamento através do multibanco.

Através do referido portal, basta escolher o título de transporte, selecionar o número de cartão Lisboa Viva ou Viva Viagem, sendo que de imediato é disponibilizada uma referencia multibanco. Após conclusão do pagamento na caixa MB ou homebanking, o título escolhido fica imediatamente disponível no cartão.

05/07/2015

TST com carreiras para a praia

youtube.com/ipsisnet
Com inicio oficial da época balnear, a TST à semelhança de anos anteriores, disponibiliza carreiras diretas para as praias da margem sul do Tejo.

A TST disponibiliza as seguintes carreiras para a Praia da Figueirinha:

Em ambas as carreiras, o bilhete inteiro ida/volta é de 3.90€. A carreira 723 é  feita em autocarros descapotáveis.

Praia da Costa da Caparica:
Bilhete inteiro ida e volta 3,50€. A carreira 153 é  feita em autocarros descapotáveis.
Todas as carreiras para a Costa da Caparica funcionam entre 1 de Julho e 31 de Agosto.

Praia Fonte da Telha
Ambas as carreiras para a Costa da Caparica funcionam entre 1 de Julho e 31 de Agosto.

Praia de Sesimbra

Bilhete ida e volta:
Baixa da Banheira / Lavradio – Sesimbra - Baixa da Banheira / Lavradio: 
Bilhete inteiro: € 5,40
Meio bilhete: € 2,70
Barreiro / Qta da Lomba / Palhais – Sesimbra – Barreiro / Qta da Lomba / Palhais:
Bilhete inteiro: € 5,05
Meio bilhete: € 2,55
Coina – Sesimbra – Coina:
Bilhete inteiro: € 4,40
Meio bilhete: € 2,20


Moita / Fonte da Prata / Alhos Vedros / Vale da Amoreira – Sesimbra - Moita / Fonte da Prata / Alhos Vedros / Vale da Amoreira
Bilhete ida e volta:
Bilhete inteiro: € 5,40
Meio bilhete: € 2,70
Vila Chã / Sto António da Charneca  - Sesimbra - Vila Chã / Sto António da Charneca 
Bilhete inteiro: € 5,05
Meio bilhete: € 2,55
Coina – Sesimbra - Coina
Bilhete inteiro: € 4,40
Meio bilhete: € 2,20


Para as carreiras 153 e 161 a TST lançou um passe semanal no valor de 15€ que possibilita um número ilimitado de viagens nas referidas carreiras. O passe semanal pode ser carregado no cartão Lisboa Viva ou Viva Viagem. 


*Nota: os bilhetes ida e volta são adquiridos a bordo dos autocarros.

30/06/2015

RodoTejo cria nova empresa para a região do Oeste

A Rodoviária do Tejo acaba de criar uma nova empresa de transportes rodoviários de passageiros, a Rodoviária do Oeste (RDO). A empresa resulta da fusão da Direção Operacional de Caldas da Rainha da Rodoviária do Tejo, e da empresa de transportes Auto Penafiel, e passará a operar a partir do próximo dia 1 de julho nos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Peniche e ligações a Torres Vedras e Lisboa. Em comunicado, a RDO, que pertence ao Grupo Tejo (empresa que detém a Rodoviária do Tejo e cujos principais acionistas são o Grupo Barraqueiro e a Internorte), refere que a nova empresa “foi criada com o objetivo de aproximar a empresa Rodoviária do Tejo dos seus clientes. Surge assim uma nova empresa associada à Região Oeste, que se pretende cada vez mais ágil, mais dinâmica e mais focada nas necessidades e expectativas da região, que apresenta grandes diferenças face à restante área geográfica servida pela Rodoviária do Tejo, que está também presente nos distritos de Santarém e Leiria”.
A RDO revela ainda que “a criação desta nova empresa não terá qualquer impacto nos atuais serviços prestados aos clientes da Rodoviária do Tejo e da Empresa de Transportes Auto Penafiel, na zona do Oeste”, adiantando que “a médio prazo, as sinergias derivadas da fusão das duas empresas contribuirão certamente para uma melhoria contínua dos serviços prestados na região do Oeste. É este o nosso compromisso com a região e com os nossos clientes.
Em declarações à Transportes em Revista, Orlando Ferreira, que faz parte do quadro de gerentes da empresa, em parceria com Cristina Frazão e Sónia Ferreira, salienta que «esta é uma região que respira dinamismo e que tem uma identidade muito própria. Queremos uma empresa com o ADN da zona Oeste, perfeitamente identificada com a região e alinhada com o Grupo Tejo». Os autocarros da RDO já foram decorados com a nova imagem, que representa uma andorinha e que está associada às cores da região Oeste e à inspiração do artista Rafael Bordalo Pinheiro.

Números da RDO
- 161 Viaturas
- 180 Efetivos, dos quais 146 motoristas
- 9,6 Milhões de km por ano
- 158 Carreiras
 

in: transportesemrevista.com de 30 Jun'15

Novos horários da CP causam maior tempo de espera e comboios sobrelotados

Os novos horários da CP implementados no passado dia 14 de Junho, têm provocado mais tempo de espera na estações e comboios sobrelotados.


Os novos horários das linhas de Sintra/Azambuja têm causado mais tempo de espera para quem utiliza estas linhas sobretudo à noite e ao fim-de-semana. O tempo de espera pode chegar a quase 1 hora, somando-se mais tempo de espera para quem tem necessidade de mudar de comboio para continuar viagem. Em muitos casos não há comboios diretos* (por exemplo quem vem da linha de Sintra para Azambuja, ou vice- versa), o que obriga os clientes a mudar de linha, somando o tempo de espera do primeiro comboio com o tempo de espera do segundo comboio, podendo atingir mais de 1 hora de tempo de espera só por uma viagem de ida. Somado a isso, circulam comboios cheios sobretudo ao final da tarde.
O novo modelo de oferta tem originado revolta para os utilizadores habituais destes serviços, alegando que anteriormente o tempo máximo de espera por um comboio poderia chegar aos 15 minutos. Agora: mais que duplica!
A CP por enquanto apenas diz que "...está disponível para fazer ajustes que considere necessários", mas não admite alterações no imediato.

*Nota: Ao fim-de-semana na linha da Azambuja circula um comboio em cada sentido a cada 60 minutos. Efetua percurso Azambuja/Santa Apolónia, Santa Apolónia/Azambuja.

29/06/2015

Táxis com matriculas anteriores a 1992 proibidos de circular no centro de Lisboa

youtube.com/ipsisnet
Táxis com matriculas anteriores a Julho de 1992 estão proibidos de circular no centro de Lisboa  a partir de quarta-feira 1 de Julho.

As restrições aplicam-se entre as 7h e as 21h aos dias úteis, e resulta de uma deliberação da Câmara lisboeta para diminuir os gazes poluentes na baixa de Lisboa, e que já era aplicado aso automóveis particulares. As artérias limitadas à circulação de táxis anteriores a Julho de 92, envolve o eixo da Av. da Liberdade à Baixa, limites da Av. de Ceuta/Eixo Norte-Sul, Av. das Forças Armadas, Av. Estados Unidos da América, Marechal António Spínola, Santo Condestável, e Infante D. Henrique.
Para Julho do próximo ano, também os táxis matriculados até 1996 passam a estar impedidos de circular nas zonas referidas.

26/06/2015

Greve da Carris a 15 de Julho

youtube.com/ipsisnet
Para 15 de Julho está marcado um pré-aviso de greve dos sindicatos afetos aos trabalhadores da Carris.

O protesto marcado para um período de 24 horas tem como objetivo protestar contra a subconcessão da Carris e Metro a privados, e cuja data da assinatura de contrato de subconcessão está marcado precisamente para 15 de Julho.
A empresa espanhola Avanza foi a vencedora do Concurso Público Internacional para a operação e manutenção da rede da Carris, excetuando-se a rede de elétricos, e a operação da rede do Metropolitano de Lisboa para os próximos 8 anos.


Atualização!

A greve marcada para dia 15 que envolvia a Carris e o Metro de Lisboa foi desconvocada prevendo-se uma ação conjunta para todas as empresas públicas de transporte durante o mês de Agosto.

*Notícia atualizada às 20.00h de dia 10/07/2015



23/06/2015

Move Porto está de regresso

youtube.com/ipsisnet
O Move Porto, iniciativa que envolve Metro do Porto, STCP e Câmara Municipal do Porto está de regresso entre 26 de Junho e 4 de Outubro.

Depois do sucesso de 2014, que tornou o Porto a 8ª cidade mundial com metro em funcionamento contínuo ao fim-de-semana, a iniciativa regressa este ano já a partir deste fim-de-semana, promete complementar a oferta da STCP, facilitando o acesso aos locais de diversão da baixa. Assim, as linhas azul, e amarela estão em funcionamento contínuo numa área que abrange as estaçõess do Estádio do Dragão, Senhora da Hora, Santo Ovídio e Hospital de S. João.
Em ambos os sentidos, a frequência de passagem é de 20 minutos, e basta um título Z2 para viajar na rede do metro nas madrugadas de fim-de-semana.
Para quem preferir, pode deixar o carro nas estações do metro com parque de estacionamento por apenas 0,95€ por 12 horas.



19/06/2015

Avanza vence concessão da Carris e Metro

youtube.com/ipsisnet
A Avanza, empresa espanhola detida pela mexicana ADO, venceu o concurso para subconcessão da Carris e Metropolitano de Lisboa para os próximos 8 anos.

A Avanza é líder no transporte rodoviário em Espanha, com mais de 1900 autocarros. Em Portugal, está presente em Vila Real com a concessão da Corgobus, e na Covilhã com a operação da Covibus. A Avanza ganhou a subconcessão para a operação da Carris e pelo Metro pelo valor de 1075 milhões de euros, dos quais 625 milhões para a operação da Carris, e 450 milhões para a operação e manutenção do Metropolitano. O critério de adjudicação era o de menor preço.
De acordo com o Caderno de Encargos, o subconcessionário é obrigado a comprar novos autocarros para a Carris, ou autocarros com menos de 6 anos, de forma a substituir as viaturas com mais de 16 anos que a Carris ainda tem em circulação. Por outro lado, a Avanza não poderá aumentar o preço dos bilhetes e passes, dado que o valor tarifário está indexado à inflação.

17/06/2015

Rodoviária de Lisboa com wifi grátis nas carreiras diretas

youtube.com/ipsisnet
A Rodoviária de Lisboa passou a disponibilizar wifi grátis nas carreiras diretas da rede verde e azul. Após um período experimental, a transportadora passou a disponibilizar definitivamente internet gratuita a bordo dos seus autocarros. Para aceder, basta selecionar a rede da Rodoviária de Lisboa e passar a usar de forma gratuita e ilimitada.

15/06/2015

Greve Metro de Lisboa 18 e 26 de Junho

Pela 8ª vez este ano os trabalhadores do Metro de Lisboa vão parar. Para a próxima quinta-feira prevê-se fortes perturbações para quem se desloca dentro da capital.

Um pré-aviso de greve marcado pelos sindicatos representativos do Metro, vai encerrar as estações pelo período de 24 horas, não havendo serviços mínimos disponíveis. A Carris promete reforçar as carreiras coincidentes com as estações do metro, nomeadamente as carreiras 726, 736, 744 e 746.

No dia 26 de Junho, pelas mesmas razões, os trabalhadores do Metro de Lisboa voltam a parar por um período de 24 horas.

11/06/2015

David Neeleman vence corrida pela TAP

youtube.com/ipsisnet
O empresário brasileiro dono da companhia de aviação Azul, David Neeleman, venceu a corrida pela compra da TAP.

David Neeleman que se juntou ao português Humberto Pedrosa dono da Barraqueiro, venceu a corrida à compra de 61% do capital da TAP, destronando Germán Efromovich, proprietário da Avianca.
David Neeleman vai injetar na TAP cerca de 354 milhões de euros, valor que pode chegar aos 488 milhões mediante desempenho da empresa, e adquirir a breve prazo pelo menos 53 novos aviões para reforçar as rotas para África, EUA e Brasil.


08/06/2015

Metro do Porto passará a ter canais de acesso fechado em seis estações

O Metro do Porto vai instalar canais de acesso fechado em seis estações. 

facebook.com/transportesonline
atuais canais de acesso
Trindade, Casa da Música, São Bento, Bolhão, Campanhã e 24 de Agosto que totalizam 67% da procura, vão ter canais de acesso fechado, ou seja, os clientes da Metro do Porto para entrarem ou saírem das estações terão de validar o título de transporte à semelhança do que acontece com o Metro de Lisboa.
Esta medida que conta com um investimento de 5,93 milhões de euros será aplicada nos próximos seis meses, e resulta de um estudo que indica que um em cada cinco passageiros não valida o título de transporte.

04/06/2015

Novos horários CP

youtube.com/ipsisnet
composição ao serviço da linha de Sintra
A partir de 14 Junho, a CP irá reformular os horários de alguns serviços nomeadamente no serviço Alfa Pendular e Intercidades e nas linhas de Sintra e Azambuja. A CP tem por objetivo melhor a intermodalidade e interoperabilidade entre as diferentes linhas e operadores de transporte.
Já no caso da linha de Sintra, com esta alteração passa a ser possível usar o passe L123 até à estação de Meleças.

Conheça os novos horários:

Desde o passado dia 6 de Junho foram introduzidas alterações no serviço Porto/Régua/Pocinho.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search