26/02/2021

Metro do Porto vai renovar término do Hospital de São João

facebook.com/transportesonline
término Hospital de São João
O Metro do Porto lançou um concurso público internacional para a renovação do término norte da estação do Hospital de São João e do Pólo Universitário na Asprela.

Orçado em 3 milhões de euros, o concurso público lançado visa a melhoria do interface do Hospital de São João e da estação do Pólo Universitário na linha amarela. Nas duas intervenções será construído um espaço coberto e mais confortável para os utilizadores do metro, e uma loja Andante em cada estação substituindo as instalações provisórias junto do terminal de autocarros. 

A obra terá uma duração aproximada de 6 meses e que deverá arrancar no segundo semestre do corrente ano, vai permitir a reorganização da oferta de transportes facilitando o acesso ao metro e aos autocarros da STCP e operadores privados. Relativamente ao metro, permitirá aumentar de 11 para 16 circulações/hora em cada sentido, ou seja, cerca de 15 mil clientes/hora. Ambientalmente, a cidade ganha com a diminuição do número de circulações de autocarros interurbanos de empresas privadas que passam para o novo terminal, melhorando as condições de circulação naquelas artérias.  

25/02/2021

STCP com "Horários de Contingência" aos fins-de-semana

facebook.com/transportesonline A STCP vai implementar "Horários de Contingência" aos fins-de-semana já a partir deste sábado dia 27.

Após uma redução da oferta desde a passada 2ª feira nos horários de "Dia Útil", a STCP ajusta a oferta de fim-de-semana enquanto durar o atual Estado de Emergência que provocou um decréscimo na procura das linhas de fim-de-semana em cerca de dois terços. 

As linhas 207, 208, 209, 304, 403, 503, 707, 900 e ZC  estavam suspensas aos fins-de-semana a partir das 13h passarão a funcionar até às 17h. As linhas 206, 302, 303, 601, 603, 604, 700, 703, 705, 706, 803, 804 e 806 mantêm os atuais horários de fim-se-semana. 

Consulte os horários aqui!


Operadores da região de Lisboa participam em projeto para adaptar sistemas de bilhética às novas tecnologias

facebook.com/transportesonline
novos validadores da Carris
Os operadores de transporte da região de Lisboa participam num projeto europeu para adaptar os sistemas de bilhética à utilização de novas tecnologias assente na utilização do smartphone.

O projeto MOBIL.T (Mobility and Ticketing for Multimodal Transport in Lisbon) é co-financiado pela União Europeia e visa uniformizar os diferentes sistemas de bilhética dos operadores de transporte da Área Metropolitana de Lisboa (AML) numa plataforma integradora e multimodal adaptada à utilização do smartphone nas deslocações dentro da região e noutros países da União Europeia (UE).

Através da implementação de um conjunto de ações, os utilizadores dos transportes públicos poderão utilizar o smartphone para validar as viagens de transporte dentro da AML e noutros países da UE, e obter informação em tempo real do sistema de transportes da região de Lisboa adaptando os sistemas já existentes à nova plataforma, tornando mais fácil e acessível a utilização dos transportes públicos em diferente espaços da União Europeia.  

O projeto tem um custo de 20,9 milhões de euros, financiado em 4,1 milhões pela União Europeia, e tem como parceiros a Carris, Metro de Lisboa, Metro Sul do Tejo, CP, Fertagus, EMEL, Rodotejo, TCB, TST, RL e Scotturb. 



24/02/2021

Rodoviária de Lisboa com "Horários de Verão"

facebook.com/transportesonline
A partir de amanhã, dia 25, a Rodoviária de Lisboa vai implementar "Horários de Verão" em alguns serviços.

Na rede azul os "Horários de Verão" contemplam as carreiras 301, 302, 309, 313, 330, 345, 350 e 360. 
As  carreiras 306, 322, 324, 325 e 326 não se efetuam.  A 328 substitui o serviço das carreiras 324, 325 e 326 funcionando com horário especial.

Na rede amarela e verde passam a funcionar com "Horários de Verão" as carreiras Urb1, Urb3, 201, 202, 203, 205, 206, 207, 208, 210, 211, 213, 214, 216, 222, 223, 224, 225, 227, 228, 229, 231, 331, 333, 334, 338, 339, 344, 353 e 354. A Urbana 5 e a 926 são suspensas. 

Consulte todos os horários aqui!

23/02/2021

Greve da administração local pode afetar serviço de transportes na próxima 5ª feira

facebook.com/transprtesonline
autocarro ao serviço dos TCB
Está marcada para a próxima 5ª feira um pré aviso de greve para os trabalhadores da administração local que pode afetar alguns serviços de transporte.

A greve poderá condicionar essencialmente os serviços de transporte prestados pelos Transportes Colectivos do Barreiro (TCB), Transportes Urbanos de Braga (TUB) e Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC). Na Carris e na STCP não se prevê qualquer perturbação. 
Nas outras localidades por se tratarem em larga maioria de serviços prestados por empresas privadas, ou com serviços concessionados não haverá qualquer alteração à oferta.

18/02/2021

STCP altera horários a partir da próxima 2ª feira

facebook.com/transportesonline
A STCP vai diminuir a oferta de autocarros a partir da próxima 2ª feira, dia 22 de Fevereiro. Com uma quebra de 47% de passageiros face ao mês de Janeiro, e com o prolongamento do confinamento e do teletrabalho, bem como o encerramento das escolas, a empresa vai proceder a um corte de 19% face à oferta atual aos dias úteis.

Das 58 linhas da rede diurna, 20 vão passar a praticar horários de "Sábado". A saber: 200, 205, 207, 300, 301, 305, 400, 401, 402, 403, 503, 506, 600, 601, 805, 900, 901, 902, 904906. As linhas 206 e 304 passam a praticar os horários de "Domingo". As linhas 704 e 907 vão ter um aumento da oferta para responder a alguns picos de procura. As restantes 33 linhas mantêm os horários de "Dia útil Verão/Agosto", sendo que à linha 508 é retirada a variante de Esposade. 

Os horários podem ser consultados nas paragens e no site, bem como saber o tempo de espera em tempo real pela app Move-me, SMSbus, leitura de QRcode, beacons (apenas na cidade do Porto), e painéis de tempo de espera.



11/02/2021

Oferta de transportes deve manter-se reduzida até à Páscoa

facebook.com/transportesonline
autocarro ao serviço da Gondomarense
As principais empresas de transporte reduziram a sua oferta com o inicio do confinamento e a suspensão das atividades letivas. Com a renovação do Estado de Emergência até 1 de Março e com a previsível renovação a partir daquela data, o governo veio admitir que irá manter o país em confinamento nas próximas 3 semanas. 

A maioria das empresas está a praticar "Horários Não Escolares", ou de "Verão" devido ao confinamento geral. Com o previsível prolongamento do encerramento das principais atividades económicas, e sem data definitiva para o regresso às aulas, as empresas de transporte deverão manter uma redução da oferta pelo menos até à Páscoa. Porém, a oferta pode vir a ser pontualmente ajustada por negociação direta entre as autoridades de transportes e os operadores.

04/02/2021

Entrada em funcionamento da Carris Metropolitana poderá ser adiada

facebook.com/transportesonline
A entrada em funcionamento da Carris Metropolitana poderá ser adiada para o segundo semestre de 2022.

As licenças dos atuais operadores terminam no início do próximo mês de Dezembro, altura que as novas concessões deveriam dar início.

A Área Metropolitana de Lisboa (AML) já assinou contrato com as empresas vencedoras dos 4 lotes postos a concurso. De acordo com os procedimentos concursais, as empresas vencedoras têm 10 meses a contar da emissão do visto prévio vinculativo por parte do Tribunal de Contas para começarem a operar. Mas é aqui que o processo poderá sofrer um atraso significativo. O Tribunal terá de analisar contrato a contrato, existindo vários contratos para análise na área dos transportes em todo o país em resultado dos diferentes concursos lançados pelas Área Metropolitanas, Comunidades Intermunicipais e autarquias, e que poderá levar vários meses até um parecer favorável. As empresas vencedoras já manifestaram que será difícil arrancarem com as novas operações em apenas 10 meses. Na região de Lisboa haverá mais de 1600 autocarros novos, e a indústria nacional não tem capacidade tão elevada de produção neste curto espaço de tempo. Será ainda necessário uniformizar bilhética, mapas de informação ao público e instalar e uniformizar sistemas de apoio à exploração. 

Este processo tem sofrido vários atrasos. Os Concursos Públicos Internacionais foram lançados apenas em Fevereiro de 2020 depois de terminadas as concessões dos operadores atuais, o que obrigou a uma prorrogação por 2 anos das concessões vigentes. O início da pandemia adiou por diversas vezes a conclusão do dossiê atirando para o passado mês de Setembro o fecho dos respetivos concursos. Apesar de concluído, e remetido para o Tribunal de Contas, a Carris Metropolitana só arranca após a validação por parte desta entidade dos 4 contratos firmados entre a AML e os operadores vencedores.


O lote 1, zona Noroeste, (que abrange os concelhos da Amadora, Oeiras, Sintra e ainda as ligações aos concelhos de Cascais e Lisboa) foi adjudicado ao consórcio Scotturb/Vialagus que operar como Viação Alvorada. No lote 2, zona Nordeste, (inclui os municípios de Mafra, Odivelas, Loures , Vila Franca de Xira, e ainda ligações a Lisboa) foi ganho pela Rodoviária de Lisboa. Já no lote 3, zona Sudoeste, (inclui os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra) vai ser operado pela TST. O lote 4, zona Sudeste, (municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal) vai ser operado pela britânica Nex (National Express).

Carris Metropolitana será a marca comum de todos os autocarros em 15 dos 18 municípios que compõem a AML, com uma imagem, sistema de bilhética, tarifário e informação ao público comum. Ficam de fora Lisboa (Carris), Barreiro (TCB) e Cascais (MobiCascais) que lançou um concurso individual para as carreiras municipais ganho pela empresa Martín.


02/02/2021

Cartão Navegante substitui Viva Viagem

facebook.com/transportesonline
imagem cartão Navegante frente
O cartão Navegante vai substituir o cartão pré-pago Viva Viagem que será administrado pela nova empresa de transportes da região de Lisboa TML, Transportes Metropolitanos de Lisboa, E.M.T., SA. que vai gerir a atribuição das novas concessões, bem como todo o sistema de bilhética, informação ao público, estudos e desenvolvimento das redes de transporte. 

Tal como a Transportes Online anunciou em 2019, o cartão de suporte de títulos ocasionais de transporte Viva Viagem vai mudar de nome e passar a chamar-se Navegante, em linha com o tarifário existente na região. A nova designação e imagem do cartão precede uma medida de caracter mais profundo que levará à uniformização tarifária que entrará em vigor com o inicio das novas concessões prevista para o final do corrente ano. Esta medida "copia" em parte o modelo existente há vários anos na região do Porto com o "Andante*": o mesmo nome para tarifário, cartões e pontos de venda. 

facebook.com/transportesonline
imagem cartão Navegante verso
No entender dos autarcas da AML, estas mudanças visam facilitar a compreensão e utilização dos transportes públicos numa lógica integrada independentemente do operador que presta o serviço.
Os atuais cartões Viva Viagem vão deixar de ser vendidos, mas poderão ser utilizados desde que válidos.

Mais informação brevemente disponível aqui!

*Andante: é um tarifário intermodal do Grande Porto, cujo preço depende apenas do trajeto a efetuar e não do número de transportes que utiliza e do número de embarques que efetua. Está disponível tanto em tarifários ocasionais, como de assinatura. Apenas um título de transporte, e um só preço para viajar em todos operadores aderentes.

TML assume funções a 17 de Fevereiro

facebook.com/transportesonline
empresa TML - Transportes Metropolitanos de Lisboa vai assumir funções a partir do próximo dia 17 de Fevereiro substituindo a OTLIS.

A nova empresa será responsável pela gestão dos transportes rodoviários da região, formalizar, gerir e fiscalizar as concessões rodoviárias em curso na AML, cujo concurso encerrou no passado dia 1 de Setembro. O lote 1 foi ganho pelo consórcio Scotturb/Vialagus que dará lugar à Viação Alvorada, o lote 2 foi entregue à Rodoviária de Lisboa, na margem sul o lote 3 ficará a cargo da TST e o lote 4 à britânica National Express (NEX). As empresas vencedoras vão operar sob a marca Carris Metropolitana.

Esta empresa vai operacionalizar toda a gestão das concessões rodoviárias na AML, planear e executar estudos e implementar políticas de acessibilidade e mobilidade, redes de transporte e executar a plataforma tecnológica de planeamento operacional, sistema de bilhética e informação ao público. O património da OTLIS que gere o atual sistema de bilhética vai ser integrado na nova empresa. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search