30/10/2014

TUB vão investir 135M€ para criar metro de superfície

Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) vão investir cerca de 135 milhões de euros, em dez anos, na montagem de um sistema de metro de superfície, e na compra de novos autocarros. O anúncio foi feito pelo administrador Baptista da Costa que explicou ao Jornal de Notícias que, “logo que abram as candidaturas” ao quadro comunitário de apoio Portugal 2020, os TUB irão apresentar o projeto para a instalação de um sistema elétrico de transporte urbano do tipo BRT — Veículo Rápido de Transporte (Bus Rapid Transit), que ficará concluído dentro de dez anos, com custo estimado de 100 a 120 milhões. Este transporte servirá para fazer a ligação direta direta entre a Universidade do Minho e a estação de comboios da CP, atravessando a Cidade em linha reta, passando por zonas atualmente pedonais, como a Rua dos Capelistas e o campo da Vinha, e descendo pela Rua dos Biscainhos. 
Segundo Baptista da Costa “está provado que o transporte público não poluente em zonas pedonais beneficia o comércio e tira 20 por cento dos automóveis do centro

Numa conferência no Club de Negócios SOHO, de Braga, Baptista da Costa adiantou que a restante verba, 15 a 20 milhões de euros, será investida na renovação da frota de 120 autocarros, uma vez que “a frota está envelhecida, a média de vida dos veículos é de 16 anos, quando o máximo europeu é de 12”.

in: Transportes em Revista de 30 Out/14

29/10/2014

Novas linhas da Gondomarense no Andante

youtube.com/ipsisnet
A partir da próxima segunda-feira, 3 de Novembro, três novas linhas da transportadora Gondomarense passam a estar integradas no tarifário intermodal Andante. A saber:
Estas linhas vêm juntar-se às linhas 1, 10, 11, 12, 22, 27, 30, 33, 34, 35, 36, 37, 41, 46, 55, 68, 69 e 70 deste operador que já integram o Andante.

24/10/2014

A propósito da concessão da STCP

A 8 de de Agosto último era publicado em Diário da República o decreto que autorizava o lançamento do concurso público internacional para a subconcessão da STCP e do Metro do Porto, cuja concessão deste último termina no final do ano.
youtube.com/ipsinet
Muitos foram os erros e omissões apontados por vários grupos interessados na concessão dos transportes do Porto, que levou a mais 2200 perguntas sobre o verdadeiro modelo de concessão. As dúvidas eram sobretudo referentes às condições impostas ao futuro concessionário da STCP: o pagamento por quilómetro comercial, em vez da totalidade dos quilómetros efetuados pelos autocarros quer estejam em serviço ou não, a aquisição de viaturas movidas a gás natural e piso rebaixado, etc. Tais condições afastaram eventuais interessados como o Grupo Barraqueiro, que acusou a falta de interesse pelo facto da operação vir a ser deficitária.

Perante o reconhecimento de erros vários inscritos no Caderno de Encargos, o governo alterou algumas condições alvo de criticas, como por exemplo, o prazo de concessão que passa de 8 para 10 anos, o aumento do preço pago por quilómetro comercial, e a não obrigatoriedade de adquirir viaturas com caracteristicas especiais. Sobre este ponto, o novo concessionário não se vê obrigado a adquirir viaturas movidas a gás natural. De salientar que metade da frota da STCP é movida a gás natural representando uma das maiores frotas a gás natural da Europa, podendo mesmo introduzir em circulação viaturas em segunda mão desde que não ultrapassem os 9 anos de idade. Também de notar que as viaturas não terão obrigatoriamente de ser dotadas de piso rebaixado. Sobre este ponto, a STCP ao longo das últimas décadas nunca adquiriu viaturas usadas, e foi o primeiro operador português a ter uma frota 100% de piso rebaixado, sendo cerca de 70% dos veículos dotados com rampa de acesso automática para cadeira de rodas. Para além disso, o vencedor poderá vir a subconcessionar até 60% da rede a outros operadores, o poderá levar a que o serviço seja efetuado com viaturas usadas, em mau estado, e sem as condições de conforto e segurança que agora caracteriza a frota da STCP.

22/10/2014

Lisboa e Porto reclamam gestão dos transportes

youtube.com/ipsisnet
autocarro da Carris
As Câmaras de Lisboa e Porto exigem ao governo a gestão das empresas de transportes. Num encontro promovido ontem na cidade do Porto entre Rui Moreira e António Costa, presidentes respetivamente das Câmaras Municipais de Porto e Lisboa, declararam que a gestão das redes de transportes e nomeadamente do metro e autocarros, deva estar sob alçada das respetivas autarquias.
A autarquia portuense pretende gerir a rede da STCP juntamente com outras autarquias servidas pela operadora, e em parceria com outros operadores privados já existentes na região. Já no que concerne ao Metro do Porto, no entender do executivo portuense, dever-se-á manter o atual modelo de concessão. Já António Costa reclama a gestão da Carris e Metro mostrando que as receitas obtidas com estacionamento e publicidade devam ser canalizadas para financiar a operação das empresas.
Recorde-se que decorre o concurso público para a concessão da STCP e Metro do Porto sendo que, no caso do Metro do Porto que já é concessionado, o atual contrato termina a 31 de Dezembro. Em Lisboa deverá ser lançado nos próximos dias o concurso para a subconcessão da Carris e Metro, que deverá seguir o da Transtejo e Soflusa e da linha de Cascais da CP.
No entender dos autarcas de Lisboa e Porto, consubstanciando-se na lei, cabe aos municípios gerir as redes de transportes pelo que, os atuis trâmites para a concessão a privados não atende à responsabilidade dos respetivos municípios.

20/10/2014

Terça-feira de greve no Metro de Lisboa e Soflusa

Esta terça-feira os trabalhadores do Metro de Lisboa vão paralisar por um período de 24 horas a começar às 6:30h. Neste período, a Carris irá reforçar as carreiras coincidentes com os principais eixos do metro, nomeadamente as carreiras 726, 736, 744 e 746.

À tarde será a vez da paralisação dos trabalhadores da Soflusa para um plenário de trabalhadores. O último barco a sair do Terreiro do Paço em direção ao Barreiro irá partir às 13:25h, sendo que o serviço será retomado às 16:20h. No sentido Barreiro/Lisboa  o último barco parte às 13:25h, sendo o serviço retomado às 16:50h.








14/10/2014

Concurso para a subconcessão da STCP e Metro relançado esta semana

youtube.com/ipsinet
O governo vai lançar até 6ª-feira um novo concurso para a subconcessão da STCP e Metro do Porto.

O primeiro concurso lançado a 8 de Agosto continha erros factuais que levaram alguns operadores de transportes a autoexcluirem-se da corrida à subconcessão da operação das duas empresas, como por exemplo o Grupo Barraqueiro atual concessionário da Metro do Porto. Entre os erros, estava o facto do futuro concessionário receber por cada quilómetro comercial percorrido pelos autocarros da STCP em vez da totalidade dos quilómetros: comerciais e de posicionamento dos veículos, o que retiraria cerca de 2,9 milhões de euros aos concessionário.
A operação que se esperaria deficitária com o atual caderno de encargos, já que o futuro concessionário obrigar-se-ía à prestação serviço público sem receber qualquer indemnização compensatória, e adquirir novas viaturas, para um prazo de concessão de oito anos, poderá trazer de volta novos interessados com a correção dos erros e o aumento do prazo de concessão de oito para dez anos.

08/10/2014

TUB permitem carregamento de passes no Multibanco

facebook.com/transportesonline
Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) vão permitir o carregamento de passes no Multibanco. A partir de 21 de Outubro esta nova funcionalidade passa a estar disponível. Para tal, os portadores de assinatura mensal (cerca de 80% dos utilizadores dos TUB) terão de se dirigir a um posto de atendimento da transportadora para ativarem esta funcionalidade, a partir daí, os cartões de assinatura mensal passam a estar preparados para o carregamento no Multibanco.
Para carregar o passe no Multibanco, o cliente deverá intruduzir em primeiro lugar o cartão MB e seleccionar a opção "pagamentos e serviços" e depois "carregamento de transportes" e seguir as instruções.
A administração dos TUB pretendem desta forma, adicionar uma nova funcionalidade que permite evitar as filas de espera, tornando mais simples um processo que até agora para muitos se tornava moroso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search