31/03/2015

Greve na CP, STCP, Carris e Metro de Lisboa

youtube.com/ipsisnet
Nos dias 2 e 6 de Abril, haverá fortes perturbações na circulação de comboios de Norte a Sul do país devido a uma greve marcada por alguns sindicatos representativos dos trabalhadores da CP.
O Tribunal Arbitral não decretou serviços mínimos pelo que entre fim do dia 1 e a manhã de dia 3, o mesmo acontecendo no final do dia 5 e a manhã de dia 7 será completamente imprevisivel conhecer a oferta de comboios.

Nos dias 3 e 5 será a vez dos trabalhadores da STCP pararem. O Tribunal Arbitral fixou serviços minimos no dia 3 para as linhas 200, 201, 204, 205, 208, 305, 500, 501, 502, 600, 701, 702, 704, 800, 801, 901, 903, 906, 907, 1M, 4M, 5M, 7M, 10M e 13M. A greve começa às 0:00h de dia 3 e prolonga-se até às 2h de dia 4, retomando às 0:00h de dia 5 e terminando ás 2h de dia 6.

No dia 10 trabalhadores da Carris, juntam-se aos do Metropolitano de Lisboa numa greve de 24 horas que promete congestionar as artérias da capital, e tornar difícil as deslocações de quem necessita usar os transportes públicos. Os trabalhadores contestam a concessão a privados das empresas de transportes, e a consecutiva perda de regalias. O Tribunal Arbitral definiu serviços mínimos em 25% para o metro entre as 7h e as 21h. No caso da Carris, será obrigatório prestação de serviço a cidadãos portadores de deficiência, e o funcionamento das carreiras 703 (Charneca do Lumiar/Bº Santa Cruz) e 751 (Linda-A-Velha/Estação de Campolide).

Na CP haverá greve dia 16 de Abril, sendo que o Tribunal Arbitral decretou serviços mínimos em todas as linhas, quer no dia da greve, quer na véspera como na manhã de sexta-feira. Prevê-se a circulação de 460 comboios.

Atualização!

O Sindicato representativo dos trabalhadores do Metro, em virtude dos serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral decidiu adiar a greve do dia 10 para o dia 17 de Abril! O Tribunal Arbitral decretou serviços mínimos para a greve de sexta-feira dia 17 no Metropolitano de Lisboa.

Atualizado às 15:53h, dia 14 Abril

Atualização!

Suspensão da greve no Metro de Lisboa

O Sindicato representativo dos trabalhadores do Metro, em virtude dos serviços mínimos decretados pelo Tribunal Arbitral decidiu adiar a greve do dia 17 para o dia 28 de Abril! 

Atualizado às 0:27h, dia 16 Abril


26/03/2015

easyJet abre base aérea no Porto

youtube.com/ipsisnet
A companhia aérea britânica de baixo custo, easyJet, inaugurou hoje a segunda base aérea em Portugal, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

A base aérea no Porto é a 25ª na Europa e a segunda em Portugal, depois de em 2012 ser inaugurada uma base da companhia na Portela.
No Porto vão ficar domiciliados dois Aerbus A320, que vão operar 4 novas rotas a partir do Porto.Estugarda, Luxemburgo, Londres (Luton), e Nantes.aumentando para 12 o total de rotas no Porto.
A companhia aérea diz-se apostada em aumentar o número de rotas e de passageiros em Portugal onde está presente há 18 anos.
Atualmente a easyJet é a segunda companhia aérea em número de passageiros em Portugal, e a terceira no Porto, prevendo-se transportar mais de 1 milhão de passageiros transportados com origem ou destino no Porto.

23/03/2015

Lançado Concurso Público Internacional para a subconcessão da Carris e Metro de Lisboa

facebook.com/transportesonline
autocarro da Carris
Foi hoje lançado o Concurso Público Internacional para a subconcessão da Carris e Metro de Lisboa.

O modelo prevê dois concursos de subconcessão: um para a Carris e outro para o Metropolitano de Lisboa. Com um prazo de subconcessão de 96 meses (8 anos), o futuro subconcessionario terá a seu cargo a exploração, manutenção, equipamentos de venda e validação de bilhetes e exploração de publicidade nas redes de transportes operadas pela Carris e do Metro, sendo que no caso da Carris o futuro subconcessionario terá de injetar 125 milhões de euros para aquisição de novos autocarros.
A partir de agora decorrem 52 dias para a apresentação de propostas, o critério para a adjudicação será a do valor mais baixo.

18/03/2015

Nasceu a marca "Transportes de Lisboa"

A marca "Transportes de Lisboa" nasceu hoje oficialmente. Carris, Metro de Lisboa, Transtejo e Soflusa estão unidos numa única marca.

Em Setembro de 2012 a Carris e Metro de Lisboa foram fundidas operacionalmente passando a ter uma administração comum às duas empresas. Em 2015, o Grupo Transtejo que detém a  Transtejo e a Soflusa passaram a integrar esta união de empresas sob a marca "Transportes de Lisboa", que a partir de hoje se apresenta com um novo conceito de imagem e comunicação.
Os quatro operadores, Carris, Metro, Transtejo e Soflusa, mantêm a sua marca própria. Porém, o conjunto das empresas assume-se como um operador integrado que oferece soluções convergentes para uma nova cultura de mobilidade que integra autocarros, elétricos, ascensores, metro e transporte fluvial. Conheça aqui a Transportes de Lisboa.

17/03/2015

Governo prorroga até finais de Junho concessão do Metro do Porto à ViaPorto

facebook.com/transportesonline
O governo vai prolongar até 30 de Junho a concessão do Metro do Porto ao consórcio ViaPorto liderado pelo Grupo Barraqueiro. Na base desta prorrogação está o facto do consórcio que ganhou o Concurso Público Internacional para a subconcessão de Metro e STCP, a TMB/Moventis, ainda não ter assinado com o governo o respetivo contrato de subconcessão por ações entretanto interpostas em Tribunal para a anulação da referida subconcessão.O contrato de concessão do Metro do Porto à ViaPorto terminou a 31 de Dezembro do ano passado, mas atrasos no lançamento do Concurso Público Internacional para a nova concessão, levou o governo e o referido consórcio a assinarem uma prorrogação do contrato por mais três meses. Entretanto, a ViaPorto vai manter-se na operação do Metro do Porto por mais três meses, enquanto que o governo assinará em Abril com o consórcio vencedor TMB/Moventis o contrato de subconcessão para o Metro e STCP.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search