18/03/2019

Porto: o que muda com o passe único?

facebook.com/transportesonline
A partir de 1 de Abril entra em vigor o chamado "passe único", que permitirá viajar dentro da área de um município e até 3 zonas contiguas por 30€/mês ou nos 17 concelhos da Área Metropolitana do Porto (AMP) por 40€. 
Explicamos aqui tudo que precisa de saber sobre o novo passe.
  • Quando entra em vigor o passe único?
R: O passe único entra em vigor a partir de 1 de Abril. Relativamente ao passe família em que nenhum agregado familiar pagará mais de 80€/mês independente do número de elementos, não tem ainda data para a entrada em vigor. O passe gratuito para crianças até aos 12 anos só estará disponível a partir de Setembro. Até lá, cada elemento deverá adquirir um título individual.
  • Qual a validade mensal do passe?
R: O passe terá a validade de 1 a 30 ou 31 de cada mês, excepto o mês de Fevereiro que tem validade até ao dia 28 ou 29. 
  • Que títulos de transporte passam a existir a partir de 1 de Abril?
R: Passa a existir um passe Andante municipal válido para todos os transportes dentro da geografia do concelho e até 3 zonas contiguas com um custo de 30€/mês, e um passe válido para os 17 municípios da AMP (Arouca, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Paredes, Porto, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, São João da Madeira, Trofa, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia) com um custo de 40€/ mês.  
Crianças até aos 12 anos terão direito viajar em toda a AMP gratuitamente, mas só a partir do próximo mês de Setembro. No Porto e Matosinhos a gratuitidade será estendida a todos os jovens até aos 15 anos de idade. Para cidadãos com 65 ou mais anos terão 50% desconto sobre valor do passe dentro de um determinado concelho ou para toda a AMP. Continuará a existir tarifários para estudantes com 25%, e passes sociais com desconto de 60%.
Nenhum agregado familiar pagará mais de 80€ (o equivalente a 2 passes) independente do número de elementos.
imagem: linha Andante

  • Se atualmente eu tiver um passe de um operador mais barato que o passe único vou passar a pagar mais?
R: Não. Existe uma excepção: caso seja portador de uma assinatura mais barata que o futuro passe municipal ou metropolitano pode manter a mesma assinatura que tem atualmente. No entanto, apenas poderá viajar nos operadores no qual é válido.
  • Quando serão colocados à venda?
R: A partir de dia 21 de Março os novos títulos passam a estar disponíveis para venda, mas só são válidos a partir de 1 de Abril.
  • Que cartão necessito para comprar o passe?
R: Se já tiver um cartão Andante não precisa fazer nada.Os novos passes serão carregados no cartão habitual. Se não tiver cartão Andante deverá solicitar junto de uma loja Andante. Tem um custo de 6€ e fica disponível na hora. Também poderá utilizar a aplicação Anda para smartphones Android. Todavia, se tiver uma assinatura Z2 deverá dirigir-se a uma loja Andante para escolher mais uma zona gratuitamente. Para quem tiver assinaturas com tarifário Andante Z3 ou superior não necessita de fazer nada.
  • Crianças dos 4 aos 12 anos precisam cartão Andante?
R: Sim. Apesar de poderem viajar gratuitamente pelos transportes da AMP, os títulos serão carregados no cartão AndanteÉ necessária a utilização do cartão Andante e respetiva validação em cada viagem de forma a que os operadores tenham real noção do número de passageiros transportados em cada carreira/linha e horários, e possam ajustar a oferta à procura. 
  • Onde posso comprar/carregar o passe?
R: Poderá fazê-lo nos locais habituais: bilheteiras, máquinas de venda automáticas, Multibanco e Payshop.
  • Qual a diferença entre o tarifário Andante e o passe único?
R:O Andante é um tarifário intermodal válido em vários operadores da região do Porto. Um único título para vários operadores. O preço a pagar depende do trajeto a efetuar. Atualmente existem 11 combinações tarifárias (Z2, Z3, Z4...Z12) dependendo do número de zonas. Com o passe único passa a existir apenas 2 zonas tarifárias em vez de 11: dentro dos limites de um determinado concelho e até 3 zonas contiguas com um custo de 30€/mês, e um passe válido para os 17 municípios da AMP, reduzindo substancialmente o preço a pagar mensalmente para além de integrar novos operadores e concelhos. Ex: atualmente uma assinatura Z2 custa 31,15€ e a Z3 38,40€, a Z4 48,65€...Passa a existir apenas 2 preços: 30€ ou 40€ consoante a assinatura seja municipal ou para toda a AMP.
  • O passe único será válido em toda a AMP  a 1 de Abril?
R: Não. Em Abril apenas será possível utilizar o passe único municipal ou metropolitano nas zonas com tarifário Andante e nos operadores com tarifário Andante. Prevê-se que a partir de Maio ou Junho seja possível utilizá-lo em toda a AMP dado que muitos operadores ainda não adquiriram validadores e máquinas de verificação e fiscalização.
  • Relativamente aos títulos ocasionais, há alguma mudança?
R: Os títulos ocasionais não sofrem qualquer mudança por enquanto. Continua válido o tarifário intermodal Andante nas respetivas zonas e operadores aderentes, sendo alargado futuramente aos demais operadores da AMP. 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search