►STCP: novas linhas 404 e 2M. Alterações de percurso nas linhas 300, 301, 9M e 13M. ► Carris disponibiliza app CARRISWay para carregamento de títulos Navegante no telemóvel. ►Carris e Carris Metropolitana disponibilizam informação em tempo real no Google Maps. ► Metro de Lisboa permite requisição de passe Navegante online. ► Despesas com aquisição de bilhetes de transportes públicos são dedutíveis em IRS.

30/01/2023

Metrobus do Porto apresentado hoje

facebook.com/transportesonline
O projeto de metrobus do Porto é apresentado hoje pela autarquia e a empresa Metro do Porto.

A primeira frente de obra deverá arrancar já amanhã na Av. da Boavista  que marca o inicio das obras entre a Rotunda da Boavista e a Praça do Império do projeto BRT (Bus Rapid Transit) num investimento de 66 milhões de euros financiado pelo PRR (Plano de Recuperação e Resiliência), e que contempla uma segunda ligação entre a Rotunda da Boavista e a Praça Cidade Salvador (Anémona) totalmente construída em via dedicada.
Na ligação à Praça do Império está prevista a construção das estações "Casa da Música", "Guerra Junqueiro", "Bessa", "Pinheiro Manso", "Serralves", "João de Barros" e "Império". Na secção até à Anémoma a partir de  "Pinheiro Manso" são adicionadas as estações "Antunes Guimarães", "Garcia de Orta", "Nevogilde", "Castelo do Queijo" e "Praça Cidade Salvador"
O metrobus do Porto vai funcionar com 12 veículos articulados com cerca de 18 metros, movidos a hidrogénio verde e operados pela STCP.
Recentemente foi lançado pelo Metro do Porto um Concurso Público Internacional no valor de 23,5 milhões de euros para a aquisição dos autocarros e para o projeto de aquisição e instalação de equipamentos par a produção, armazenamento e distribuição de hidrogénio verde, não só para o abastecimento dos veículos BRT, como para a venda a terceiros, que se localizará na estação de recolha da Asprela da STCP, cujas instalações se encontram atualmente alugadas para outras atividades. O projeto contempla ainda a instalação de equipamentos para a produção fotovoltaica de energia elétrica nas estações de recolha da Areosa, Via Norte e Francos.

Com um atraso do inicio das obras de mais de meio ano face ao inicialmente previsto, o metrobus do Porto deverá estar a funcionar durante o primeiro semestre de 2024. 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search