22/05/2008

Viagens de avião mais caras

Companhia aérea nacional aumentou ontem taxas de combustível
As viagens de avião estão mais caras desde ontem. A TAP aumentou as taxas de combustível em três euros nos voos para a Europa (médio curso) e em dez euros nas viagens intercontinentais (longo curso). Nos voos efectuados dentro da Europa, os passageiros passam a pagar por percurso 32 euros, contra os anteriores 29 euros. Já nas viagens intercontinentais, os passageiros vão desembolsar 110 euros, contra os 100 euros anteriormente.

Nos voos de longo curso, para destinos como o Brasil, Estados Unidos, Venezuela e África, é o quarto aumento registado desde o início de 2008, enquanto nos voos de médio curso é o segundo agravamento deste ano. Nos voos de longo curso, a última mexida antes desta revisão ocorreu precisamente no início deste mês (dia 8), quando a taxa de combustível por percurso subiu de 90 para os cem euros, valor que se manteve inalterado apenas 13 dias.

A taxa de combustível nos voos para as regiões autónomas da Madeira e dos Açores mantém o valor actual, uma vez que, segundo a lei, as actualizações são feitas trimestralmente. Ou seja, no final de Junho esperam-se agravamentos nestes percursos.

Com os aumentos nos voos de médio e longo cursos, a companhia aérea pretende fazer face à nova escalada do aumento dos combustíveis, e seguir as tendências da indústria. A Lufthansa e a Air France, as maiores transportadoras aéreas europeia, foram as primeiras a avançar com as actualizações, cobrando a companhia alemã mais cinco euros por percurso nas ligações de longo curso e mais quatro euros nos voos domésticos e intra-europeus. Já o grupo Air France-KLM está a cobrar desde a semana passada mais quatro euros nos voos de médio curso e dez euros por percurso no de longo curso.

Os sucessivos aumentos do preço do petróleo têm agravado as contas das companhias e, Fernando Pinto, presidente da TAP, numa carta que enviou aos trabalhadores a semana passada, alertou que a manter-se os níveis de preços actuais a factura da companhia irá sofrer um agravamento de 250 milhões de euros no final do ano. A companhia aérea nacional orçamentou para este ano gastos com combustíveis da ordem dos 500 milhões de euros.

in: www.dn.pt secção "Economia" de 22 Mai/08

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search