STCP com oferta a 100% aos fins-de-semana.OBRIGATÓRIO USO DE MÁSCARA NOS TRANSPORTES PÚBLICOS.

31/01/2009

Metro com decisão até Setembro

Se é pela Boavista ou pelo Campo Alegre, ainda não se sabe. Certo é que a ligação de metro entre S. Bento e Matosinhos-Sul arranca na segunda fase de expansão do Metro do Porto e vai ser levada a concurso até Setembro deste ano.
A linha vai ser integrada num pacote para concurso único com três linhas cujo traçado é consensual: Santo Ovídio - Vila D´Este; a segunda linha de Gondomar, que vai até Campanhã passando por Valbom; e a linha de S. Mamede, entre Vasco da Gama e a Asprela.
No caso da linha ocidental, será um grupo de trabalho, com representantes da Metro do Porto e da Câmara do Porto, a orientar os estudos necessários para decidir o essencial: por onde passa a linha que vai ligar Matosinhos Sul à estação de S. Bento, se é pelo Campo Alegre ou pela Boavista, em que pontos circulará à superfície ou enterrada. Jorge Morgado, da Metro do Porto, e o vereador Lino Ferreira, da Autarquia, vão liderar a equipa de seis pessoas.
O anúncio foi feito ontem por Rui Rio, no final da reunião da Junta Metropolitana do Porto (JMP) e, embora o autarca não se revelasse particularmente vitorioso - já que teve que abdicar de grande parte do memorando de entendimento pelo qual tanto se tem batido - foi claro quanto à satisfação pela calendarização conseguida.
"O Conselho de Administração [da Metro] tinha instruções para chumbar o memorando e ia passar a outra proposta [do ministro Mário Lino], mas com o Conselho de Administração partido, sem nenhum efeito prático", disse.
Daí que a JMP tivesse cedido para evitar um impasse: "Pondo uma pedra em cima da polémica, já disse vinte vezes que não cumprem [o memorando], o que é preciso é andar para a frente. Se é Boavista ou se é Campo Alegre, se é enterrado ou à superfície, se é enterrado total ou parcialmente, tudo isto são questões em aberto para quem não quer fazer o mais lógico, que é a Boavista".
Rio explicou que, enquanto administrador da Metro, votou a favor, "não por estar de acordo, mas para que o projecto do metro possa andar na medida do possível". Setembro é a data limite para o lançamento do concurso para a subconcessão da construção/manutenção pesada das quatro linhas da segunda fase da expansão do metro e, embora acreditando que a Metro do Porto definiu o prazo com "boa fé", Rui Rio deixou escapar não se surpreender se houver incumprimento.
"Acho que o Conselho de Administração da Metro está mesmo empenhado em cumprir. O que não me admirava era que, no âmbito das eleições de 2009, viessem ruídos partidários baralhar isto", afirmou.
O ponto da situação é, então, o seguinte: a primeira linha de Gondomar já foi adjudicada em Dezembro ao consórcio Somague/Soares da Costa/Mota Engil/Mon-te Adriano/Efacec no valor de 97, 5 milhões de euros; a linha da Trofa, em via dupla, será adjudicada em Fevereiro com arranque da obra em Março; e, em Setembro, entram em concurso as restantes linhas. A intenção é encurtar a execução da segunda fase, com fim previsto para 2018.

in: jn.sapo.pt secção "Porto" de 31 Jan/09

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search