► Carris Metropolitana não aumenta tarifário em 2023. ► Fertagus permite pagamento com cartões bancários contactless. ► STCP permite compra do bilhete de bordo através de MB Way. ► Porto: Terminal Rodoviário do Campo 24 de Agosto encerrou. Todas as ligações Rede Expressos no Porto a partir do Terminal Intermodal de Campanhã. ► Assinaturas dos transportes públicos não aumentam em 2023. ► Carris Metropolitana: entrada em funcionamento na margem norte de Lisboa a 1 de Janeiro de 2023. ► Greves parciais na STCP até 31 de Janeiro de 2023. ► USO DE MÁSCARA NOS TRANSPORTES PÚBLICOS É FACULTATIVO.

29/05/2022

Carris Metropolitana entra em funcionamento no lote 4 a 1 de Junho

facebook.com/transportesonline
Na próxima 4ª feira dia 1 de Junho, a Carris Metropolitana entra em funcionamento na área 4 correspondente aos municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal, e um mês depois no restante território das áreas 1, 2 e 3.

Nesta que é considerada a maior revolução dos transportes em Portugal, num contrato de 1,2 biliões de euros válido por 7 anos, vamos perceber o que vai mudar nos transportes da Área Metropolitana de Lisboa (AML).

Importa compreender que a Carris Metropolitana é uma marca comum aos transportes rodoviários em 15 dos 18 municípios que compõem a AML, com uma imagem, sistema de bilhética, tarifário e informação ao público comum. Ficam de fora Lisboa (Carris), Barreiro (TCB) e Cascais (MobiCascais) que lançou um concurso individual para as carreiras municipais ganho pela empresa Martín. No entanto, e apesar da coincidência do nome, a Carris Metropolitana não pertence, nem depende da Carris, estando sob a alçada da TML - Transportes Metropolitanos de Lisboa, cujos acionistas são os próprios municípios que compõem a AML, e a quem compete a atribuição e fiscalização dos contratos em vigor.

A AML dividiu o território em 4 lotes, que resultou no lançamento de 4 concursos públicos internacionais para a concessão da exploração do transporte rodoviário durante 7 anos. 

No lote 1, zona Noroeste, (que abrange os concelhos da Amadora, Oeiras, Sintra e ainda as ligações aos concelhos de Cascais e Lisboa) foi adjudicado ao consórcio Scotturb/Vialagus que irá operar como Viação Alvorada. No lote 2, zona Nordeste, (inclui os municípios de Mafra, Odivelas, Loures, Vila Franca de Xira, e ainda ligações a Lisboa) foi ganho pela Rodoviária de Lisboa. Já no lote 3, zona Sudoeste, (inclui os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra) vai ser operado pela TST. O lote 4, zona Sudeste, (municípios de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal) vai ser operado pelo consórcio que inclui a Alsa e a Luisa Todi, que criou a empresa-veículo Alsa Todi Metropolitana de Lisboa.

  • O que vai mudar a partir de agora?

Nestes 15 concelhos, todos os autocarros passam a ter a mesma marca e a mesma imagem, com um sistema de comunicação e de bilhética uniforme, um reforço substancial da oferta, mais e melhor informação.

  • É necessário mudar o cartão Lisboa Viva / Navegante?

Não. Os cartões de suporte Lisboa Viva, Navegante, bem como os cartões de suporte de títulos ocasionais Viva Viagem ou Navegante mantém-se válidos, não sendo necessário proceder à sua substituição.

  • O tarifário vai ser alterado?
Relativamente às assinaturas mensais, mantém-se o preço de 30€ para a assinatura mensal válida dentro de um dos municípios da AML, ou de 40€ para todo o território metropolitano, bem como o Navegante Família, e os descontos 4_18 e Sub23. No que respeita aos títulos ocasionais, haverá mudanças, passando a existir tarifas da Carris Metropolitana uniformes em todo o território de exploração, ao invés de tarifas diferenciadas em cada operador, eliminando-se desta forma 902 títulos de transporte.
Passam a existir 3 tipos de tarifas: Local, Urbana e Rápida. No caso de tarifários pré-pagos carregados em cartão Viva Viagem / Navegante na modalidade Zapping, a tarifa Local terá um custo de 0,85€, a  Urbana um valor de 1,55€ e a Rápida 3,10€. No caso de adquirir bilhete de bordo a tarifa Local terá um custo de 1,25€, a  Urbana um valor de 2,60€ e a Rápida 4,50€. Já o bilhete numa linha que saia fora do território da AML como Arruda dos Vinhos ou Sobral de Monte Agraço pertencentes à CIM Oeste, ou Vendas Novas da CIM Alentejo Central terá um custo de 3,60€.
  • Onde posso adquirir bilhetes e tratar da requisição do passe?
Pode continuar a carregar o seu passe no Multibanco, agentes Pagaqui, máquinas automáticas do metro, Transtejo/Soflusa, CP, Fertagus e pontos Navegante. Para requerer ou tratar de assuntos relacionados com o passe, pode fazê-lo nos postos de atendimento dos diferentes operadores e nos Espaços Navegante que vão ser criados nos vários concelhos da AML e que estarão devidamente identificados.
  • As linhas atuais vão mudar?
Sim. Uma parte substancial dos percursos vai sofrer alterações para responder a uma melhoria da oferta, e existirão linhas novas. A numeração vai sofrer alterações, passando a ser constituída por 4 dígitos. O primeiro digito respeita ao lote onde está inserido, e o segundo digito ao concelho.

No lote 1 (Amadora, Oeiras e Sintra) a numeração passa a ser constituída por 1xxx. 
  • Amadora: 10xx
  • Oeiras: 11xx; 
  • Sintra: 12xx;
  • Circulação entre municípios da área 1: 15xx;
  • ligações a Cascais e Odivelas: 16xx; 
  • ligações a Lisboa: 17xx.    
Ex: a carreira 105 passa 1518, a 101 a 1717, a 460 passa para a 1202 e 1203.

Lote 2 (Mafra, Odivelas, Loures e Vila Franca de Xira), todas as linhas terão a denominação 2xxx. 
  • Mafra 21xx; 
  • Odivelas 22xx; 
  • Loures 20xx; 
  • Vila Franca de Xira 23xx; 
  • ligações a Lisboa o 27xx;
  • ligações a Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Alenquer: 29xx.  
Ex: a linha 205 passa a 2118, a 320 passa a 2790 e 2793.

Lote 3 (Amada, Seixal e Sesimbra) 3xxx. 
  • Almada 30xx; 
  • Seixal 31xx; 
  • Sesimbra 32xx;
  • ligações a Lisboa o 37xx.  
Ex: em Almada a carreira 102 passa a 3003;

Lote 4 (Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal) 4xxx. 
  • Alcochete 40xx;
  • Moita 41xx; 
  • Montijo 42xx; 
  • Palmela 43xx;
  • Setúbal 44xx;
  • Circulação entre municípios da área 4: 45xx;
  • ligações ao Barreiro: 46xx;
  • ligações a Lisboa: 47xx;
  • ligações a Torres Novas: 49xx.  
Ex: em Setúbal a carreira 605 passa a 4431.

Conheça o conversor de linhas aqui!

As linhas ganham cores para melhor perceção. 
  1. Azul: linhas de proximidade;
  2. Vermelha: linhas longas;
  3. Amarela: linhas rápidas. São sobretudo as carreiras diretas que circulam via Auto Estrada;
  4. Rosa: partem para territórios fora da AML como Sobral de Monte Agraço;
  5. Verde: praia;
    1. Laranja: turística
    • Vão existir carreiras Novas?
    Sim. As novas concessões trazem um reforço da oferta em toda a rede e a criação de novas linhas. No lote 1 (Amadora, Oeiras e Sintra) das atuais 98 carreiras, 75 vão ser alteradas, e criadas mais 35 linhas para um total de 133, o que representa um aumento de 39%. No lote 2 (Mafra, Odivelas, Loures e Vila Franca de Xira) vão ser acrescentadas 31 carreiras às 187 já existentes, o que representa um aumento de 32% face à oferta atual. Das carreiras atuais, 115 vão sofrer alterações de percurso. No lote 3 (Almada, Seixal Sesimbra) vai passar de 73 carreiras para 116, ou seja, mais 47%, sendo que 56 carreiras vão ser alteradas. No lote 4 (Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal) vai alterar 71 carreiras e criar mais 23, passando de 88 para 111 carreiras.

    Conheça as novas linhas aqui!

    Nos próximos meses vão ser instalados 370 painéis com informação de tempo de espera nas principais paragens. Vai ser disponibilizada a app Navegante, que irá permitir consultar em tempo real o tempo de espera dos autocarros, pesquisar trajetos e pontos de interesse e validar/pagar o bilhete de autocarro.
    A funcionalidade de pagamento via telemóvel marca um passo importante na desmaterialização dos bilhetes na Área Metropolitana de Lisboa. Basta um telemóvel com tecnologia bluetooth e NFC associado a uma conta bancária para validar a viagem. Atualmente, esta funcionalidade já é utilizada nos transportes do Grande Porto. Desconhece-se se a funcionalidade estará disponível para todas as empresas que operam na região de Lisboa, ou apenas na Carris Metropolitana. Até lá, para responder a qualquer dúvida, a TML disponibilizou o telefone 210418800 disponível entre as 8h e as 20h, ou via e-mail para contacto@carrismetropolitana.pt.

    Sem comentários:

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Custom Search