►Carris e Carris Metropolitana disponibilizam informação em tempo real no Google Maps ►Preço dos bilhetes ocasionais dos transportes públicos atualizados até 6,43%. ► Área Metropolitana do Porto: UNIR entrou em funcionamento a 1 de Dezembro. ► Preço dos passes dos transportes públicos não aumenta em 2024. ► Metro de Lisboa permite requisição de passe Navegante online. ► Despesas com aquisição de bilhetes de transportes públicos são dedutíveis em IRS.

03/02/2024

Metrobus do Porto vai funcionar com autocarros da STCP nos primeiros meses de serviço

http://www.facebook.com/transportesonline
autocarro operado pela STCP 
O metrobus do Porto vai funcionar com recurso a autocarros da STCP nos primeiros meses de atividade.

O projeto BRT (Bus Rapid Transit) atualmente em construção ao abrigo do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), vai ligar Rotunda da Boavista e a Praça do Império a partir do próximo Verão. No entanto, os veículos adquiridos em específico para funcionar neste serviço apenas vão chegar no final de 2024.  Tanto esta linha, como a futura ligação entre a Rotunda da Boavista e a Praça Cidade Salvador (Anémona) vão funcionar com estações semelhantes às da rede de superfície do metro, mas construídas no eixo central da via, o que obriga a que os veículos que ali vão operar tenham portas à esquerda.

Como os autocarros adquiridos ao consórcio liderado pela Caetanobus vão chegar alguns meses depois da inauguração da linha de BRT, serão os autocarros articulados da STCP a efetuar o serviço nos primeiros meses de operação. Porém, como estes autocarros que atualmente circulam em linhas como a 205, 600 ou 700 têm portas à direita, no canal do metrobus vão circular pela esquerda (à inglesa), poucos metros antes de cada estação de forma a permitir a entrada e saída de passageiros nas estações.

Na ligação à Praça do Império está prevista a construção das estações "Casa da Música""Guerra Junqueiro""Bessa""Pinheiro Manso""Serralves""João de Barros" e "Império". Na secção até à Anémoma a partir de  "Pinheiro Manso" são adicionadas as estações "Antunes Guimarães""Garcia de Orta""Nevogilde""Castelo do Queijo" e "Praça Cidade Salvador"

O metrobus do Porto vai funcionar com 12 veículos articulados com cerca de 18 metros, movidos a hidrogénio verde, operados pela STCP. Vão ser instalados equipamentos nas estações de Francos, Via Norte e Asprela para a produção, armazenamento e distribuição de hidrogénio verde, não só para o abastecimento dos veículos do metrobus, como para a venda a terceiros.

No total, a construção das duas linhas metrobus do Porto vão custar cerca de 76 milhões de euros, dos quis 23,5 milhões para a aquisição dos autocarros e instalação de equipamentos para a produção e abastecimento de hidrogénio.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search