27/10/2007

Novos veículos do Metro do Porto podem vir a ser usados na futura linha de Gondomar

Os tram-train, veículos de metro mais rápidos e com mais lugares, poderão ser usados na linha de Gondomar. Os Flexity Swift, que a Metro do Porto comprou para utilizar, preferencialmente, nas linhas mais extensas (Póvoa e Trofa), também deverão circular na ligação até à Venda Nova (Rio Tinto), primeiro troço da Linha de Gondomar, cujo concurso público foi aprovado pela empresa na quarta-feira.

"No âmbito do projecto de execução, considerou-se que o material circulante teria características semelhantes ao eurotram, utilizado na primeira fase da Metro do Porto. Contudo, e para não prejudicar a possibilidade de utilização de um veículo com características um pouco distintas, nomeadamente os novos tram-train, definiu-se uma infra-estrutura com carácter mais 'universal', possibilitando uma maior flexibilidade na gestão da frota", informou o Ministério dos Transportes.

As grandes vantagens dos tram-train em relação aos actuais veículos são a velocidade (atinge os 100 quilómetros por hora, mais 20 que o eurotram) e a maior capacidade (100 lugares sentados, mais 20 do que o eurotram).

Fonte da Metro garantiu, ao JN, que os tram-train podem ser usados em todas as linhas da rede, mas acrescentou que os veículos, cujas primeiras unidades chegam no primeiro trimestre do próximo ano, foram adquiridos "preferencialmente" para as ligações à Póvoa de Varzim e à Trofa. Por 30 veículos, a Metro pagará 115 milhões de euros. Terá de investir ainda mais de oito milhões para adaptar o Parque de Manutenção e Oficinas da Guifões (Matosinhos) às novas composições.

A Linha de Gondomar só deverá estar em condições de funcionar no final de 2010 ou no início de 2011. Assim que o texto do concurso para a realização da obra seja publicado em Diário da República, os interessados terão 88 dias para apresentar propostas. O Ministério ambiciona que a empreitada avance no terreno nos primeiros meses do próximo ano. O prazo de execução é de 620 dias (mais de 20 meses).

Túnel com 980 metros

A linha até à Venda Nova, que custará 95 milhões de euros, inclui um túnel com 980 metros entre as imediações do Bairro de S. João de Deus (Porto) e a área junto às piscinas de Rio Tinto, passando sob a Circunvalação e o centro comercial Parque Nascente, e uma outra passagem subterrânea, com 144 metros, sob um rotunda e dois cruzamentos rodoviários, no Paço, na zona da Lourinha.

Os metros passarão de cinco em cinco minutos, mas a exploração poderá ser feita com intervalos de apenas 2,5 minutos, com um serviço parcial de término no Dragão ou na Lourinha. O Ministério garante que o traçado procura servir as zonas "mais densificadas" e estimular "as expansões urbanas previstas".

in: www.jn.pt secção: Porto de 27/Out. 07

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search