15/11/2007

França e Alemanha vivem os problemas da greve dos transportes

Pelo segundo dia consecutivo, a França vive o drama da greve dos transportes que ameaça paralizar parte do país até ao próximo Sábado. São milhões os franceses que se deslocam diáriamente de transportes públicos para os seus empregos, ou locais de ensino. Hoje, segundo dia de greve, estavam a circular na capital menos de um terço dos autocarros. Quanto ao metropolitano, estima-se que apênas um em cada quatro estava a circular, gerando o caos nas estações, e o desespero de quem não tinha a hipótese de entrar numa das poucas e congestionadas carruagens de metro.
Esta greve, levou ao imediato aumento do número de veículos nas estradas provocando filas de vários kilómetros nos principais acessos às cidades.
Na origem da greve, estão as intenções do novo presidente francês em aumentar para quarenta anos de serviço, o número de anos exigível para requesição de aposentação.

Também na Alemanha se vive uma greve idêntica. No entanto aqui, na origem da paralização está o facto dos trabalhadores do sectôr dos transportes exigirem mais e melhores aumentos salariais.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search