09/01/2008

TUG agendam greve para dia 15

Os trabalhadores dos Transurbanos de Guimarães (TUG) vão cumprir um dia de greve a 15 de Janeiro. A decisão foi tomada, ontem, durante um plenário que levou à paralisação da frota de autocarros entre as 8 e as 13 horas, à imagem de outras reuniões de trabalhadores nos últimos meses.

"Se a administração dos TUG não chegar a um acordo com os trabalhadores, serão tomadas outras formas de luta", garantiu, ao JN, Manuel Pinheiro, delegado sindical.

Em causa está a exigência de um aumento salarial de 50 euros para todos os 100 trabalhadores da empresa e de 5% nos subsídios de alimentação e de agente único. Os trabalhadores reclamam, também, melhores condições na frota de autocarros, nomeadamente no que toca aos acessos a passageiros portadores de deficiência.

Entre as formas de luta, adiantou Manuel Pinheiro, estão novas paralisações de vários dias. "A administração dos TUG e da Arriva, até agora, tem-se mostrado intransigente quanto às nossas exigências, mas os trabalhadores, se for caso disso, param uma semana em protesto", garante o dirigente sindical.

A administração dos TUG (a concessão está a cargo da multinacional inglesa Arriva) alega que as negociações em torno de aumentos de salários têm sido mantidas entre o sindicato do sector e a Associação Nacional dos Transportes de Passageiros, uma vez que não existe acordo de empresa nos transurbanos. Mas aquele órgão lembra que sempre pagou os salários a tempo e horas e que nalguns aspectos, como subsídios, os valores situam-se acima da média.

O sindicato diz que o valor de 50 euros de aumento visa recuperar o poder de compra perdido nos últimos anos. Quanto às condições na frota, diz que precisam de ser reforçadas, nomeadamente com a introdução, entre outras medidas, de informação para invisuais nas paragens.

in: www.jn.pt secção Norte de 9 Jan/08

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search