30/01/2008

Vila Real passa a ter autocarros depois das 20h.

Apartir do próximo dia 11, os transportes públicos da cidade de Vila Real vão passar a funcionar também à noite. O serviço, que até agora só estava disponível até às 20 horas, passa a existir até à meia noite, incluindo sábados , domingos e feriados, que até agora só ofereciam transporte de manhã no primeiro caso e não ofereciam qualquer transporte nos restantes dois.

O presidente da Câmara de Vila Real, Manuel Martins, espera "desta forma reforçar a aposta inicial nesta área, indo de encontro aos inquéritos de satisfação realizados aos utentes em 2007 e aos estudos elaborados pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e pela própria empresa de transportes". O autarca explica que "entre as 21 e as 24 horas passará a haver autocarros com a frequência de 30 em 30 minutos".

João Queirós, responsável pela empresa concessionária dos transportes urbanos de Vila Real, a Corgobus, espera desta forma "aumentar o número de passageiros em mais de 180 mil por ano, depois de no ano passado se ter atingido o número de 1,240 milhões de viagens. Um número muito significativo se tivermos em conta que temos uma abrangência em termos de residentes de apenas 30 mil pessoas", referiu.

Assim, as quatro linhas existentes vão sofrer algumas reformulações, sendo criada a Linha Nocturna. Na Linha Um será introduzido mais um autocarro, passando para quatro unidades. O terminal deixa de ser na Praça da Galiza (em frente à Universidade) passando para o Centro Comercial Dolce Vita Douro. A Linha Dois vai ser estendida, passando pela Vila Paulista e pelo Intermarché. O mesmo acontece com a Linha Três, que se prolonga para além das Flores, até ao Bairro da Norad.

Na Linha Quatro será introduzido mais um autocarro, passando para três unidades e reforçando as horas de maior procura. Aos sábados passa a haver cinco autocarros de manhã e cinco de tarde. Aos domingos e feriados, a Linha Um é reformulada e ligará os principais pontos, a começar pelo Hospital, todo o centro da cidade, cemitério, circuito e centro comercial. A Linha Nocturna passa a ser uma mistura entre as várias linhas existentes e ligará os principais centros residenciais por uma circular.

Em Julho, a Corgobus deverá ter em circulação novos autocarros de 72 lugares em vez dos actuais de apenas 42. A empresa emprega 18 motoristas, devendo contratar em breve mais quatro. A Corgobus começou a funcionar em Dezembro de 2004, mediante protocolo com a autarquia que paga pelo serviço 650 mil euros anuais. O bilhete simples adquirido no autocarro custa um euro.

in: www.jn.pt secção Norte de 29 Jan/08

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search