02/09/2008

Comissão de Trabalhadores não surpreendida com situação na Carris

A Comissão de Trabalhadores da Carris não está surpreendida com a situação financeira da empresa, cujas dívidas ascendem aos 25 milhões de euros, com resultados negativos de 23 milhões de euros em 2007.

Em declarações à TSF, a coordenadora desta comissão explicou que esta situação se arrasta por causa da falta de coragem política das administrações da Carris e por causa do facto de o Estado não pagar o que deve.

«Os sucessos Conselhos de Administração que são nomeados pelos sucessivos governos não têm tido a coragem política de exigir o pagamento das indemnizações compensatórias adequadas para a Carris», explicou Luísa Bota.

A coordenadora da comissão de trabalhadores da Carris adiantou ainda que a empresa não cumpre a lei ao não criar o fundo de pensões, o que faz com Luísa Bota pense que se está «perante uma acção concertada entre a falta de políticas de transportes dos governos e a subserviência dos membros dos sucessivos Conselhos de Administração».

A TSF já tentou um comentário da parte do Ministério dos Transportes a propósito desta situação, mas nem o ministro Mário Lino, nem a secretária de Estado Ana Paula Vitorino se mostraram disponíveis para comentar a questão.

in: www.tsf.pt secção "Economia" de 2 Set/08

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search