STCP com oferta a 100% aos fins-de-semana.OBRIGATÓRIO USO DE MÁSCARA NOS TRANSPORTES PÚBLICOS.

17/09/2007

Câmara apoia regresso dos eléctricos

A petição sugerindo o regresso dos eléctricos à cidade de Braga e que leva já mais de 400 assinaturas, ganhou um dos mais importantes apoios o presidente da câmara, que considera a proposta "interessante" e a ideia digna de "amadurecimento". Mesquita Machado mostrou-se "disponível" para reunir com o autor da petição, Pedro Morgado, até porque "apreciou a proposta deste grupo de cidadãos" que se insere naquilo que "a câmara quer fazer com o orçamento participativo".

Fazendo história e recordando que é dos tempos dos eléctricos, "numa altura em que nos púnhamos de lado nas ruas para eles passarem", o autarca quer "estudos para saber se a proposta, exequível, é viável também financeiramente". Com este apoio que Pedro Morgado considera "importante", parte-se para a discussão do modelo pode vir a ser adoptado.

O presidente da câmara de Braga simpatiza com o existente numa cidade alemã. "Há uns anos fui com um vereador à cidade de Wupperthal para estudarmos uma ideia para o metro. Lá chamam-lhe 'o avião dos pobres' porque lá o metro é no ar, sobre o rio que atravessa toda a cidade. Esta pode ser uma ideia a estudar e a equacionar até porque nós também temos um rio que atravessa a cidade toda", compara Mesquita Machado. Para muitos, a ideia de um monocarril é uma proposta radical, " mas ainda assim merecedora de ser estudada".

Da parte dos peticionários, a ideia mais consensual é o modelo da cidade francesa de Bordéus, onde foi criado o "Tramway" com três linhas de eléctrico que cobrem a maioria das principais zonas da cidade e arredores e cruzam-se no centro da cidade. O presidente da câmara de então, Alain Juppé, criou zonas reservadas, nas avenidas ou em vias públicas para o eléctrico. Em média a cada oito minutos passa um eléctrico onde diariamente são transportadas mais de 110 mil passageiros.

O elétrico tem-se tornado opção em cidades europeias da Alemanha, Bélgica, Holanda, Espanha, Itália e França para fazer face ao estrangulamento de trânsito nos centros urbanos.

in: www.jn.pt secção: Porto 17/Set.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search