STCP com oferta a 100% aos fins-de-semana.OBRIGATÓRIO USO DE MÁSCARA NOS TRANSPORTES PÚBLICOS.

22/09/2007

Serviço "Rodinhas" melhora mobilidade em Loures

Frota de dois autocarros faz sucesso entre a Portela e Moscavide
O Rodinhas é um autocarro que já conquistou utentes certos. Chega a horas, pára a meio do percurso para apanhar passageiros, tem ar condicionado e o bilhete custa 30 cêntimos. Circula em Loures, entre a Portela e Moscavide (estação da CP).

Este serviço de transportes é um caso de estudo em matéria de mobilidade. Um projecto experimental que começou em Agosto de 2007 e manter-se-á a funcionar neste regime até Março de 2008. Financiado através do Interreg, um programa da União Europeia, o Rodinhas em pouco mais de um mês já conseguiu uma média invejável de passageiros transportados por dia: 803.

Com um circuito de ida e volta (parcialmente assinalado com uma linha azul no pavimento) de 4,6 quilómetros para cumprir e uma frequência de 15 em 15 minutos, este mini autocarro tanto percorre as ruas estreitas e congestionadas da parte mais antiga de Moscavide, como passa pelas avenidas largas da populosa freguesia da Portela. Quando vê um braço estendido, uns metros à sua frente, o motorista Nélson Santos abranda. Pára e sobem para o interior do veículo, senhoras de meia idade, idosos, mães transportando bebés de colo, passageiros que vêm da estação de comboio e se dirigem à Portela, aproveitando esta útil ligação. "É um autocarro amigável. Sobretudo para as pessoas que têm mobilidade reduzida. Também é útil para a população idosa que já predomina nestas duas freguesias de Loures", refere João Cunha, do conselho de Administração da Rodoviária de Lisboa, entidade que em parceria com a Câmara Municipal de Loures desenvolve esta experiência que tudo indica "vai continuar", conforme disse ao DN João Pedro Domingos, vereador com o pelouro da Mobilidade naquela autarquia.

" Era bom que não acabasse. É uma ideia muito boa e quando as coisas são boas temos medo que acabem depressa", manifestou Lurdes Medeiros, moradora na Portela, que utiliza regularmente o Rodinhas. "Este serviço tira-nos do isolamento da Portela, servida com três carreiras da Carris, todas com tempos de espera longos", prosseguiu . O Rodinhas implicou um investimento municipal, nesta fase, de onze mil euros.

in: www.dn.pt secção cidades de 22/Set.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search